Coxartrose

O que é?
Sintomas
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

A coxartrose resulta de inflamação ou lesão da articulação coxo femoral com alterações da cartilagem, dor, inchaço e deformação da articulação. 

Define-se por uma alteração da articulação coxo femoral (bacia e o fémur), com repercussões na mobilidade e presença de sintomatologia, dor. Na coxartrose existe o desgaste da cartilagem articular do acetábulo e da cabeça femoral.

O sintoma mais precoce da coxartrose é a dor de características mecânicas, com o esforço ou exercício que envolva carga nos membros inferiores. A dor é tipicamente na região inguinal mas também pode localizar-se na coxa, nádega, região lateral da anca ou mesmo no joelho. Com a progressão da doença poderá ocorrer a diminuição da amplitude articular (rigidez articular), manifestada pela dificuldade no agachamento, no calçar os sapatos ou meias e ainda nas alterações da marcha.

As causas de não são conhecidas. No entanto, os fatores que podem contribuir para a coxartrose incluem lesão articular, idade avançada, excesso de peso e atividades que implicam grande desgaste das articulações.

As radiografias são habitualmente o exame de primeira linha. Nestas é possível identificar a diminuição da interlinha articular, os osteófitos, o espessamento do osso subcondral e os quistos ósseos. Nas fases iniciais da doença, estas alterações poderão não ser visíveis e pode ser necessária a ressonância magnética para identificar alterações do labrum acetabular, alterações da espessura e da qualidade da cartilagem articular e a eventual ocorrência de quistos ósseos de pequenas dimensões.

Nas fases iniciais, o tratamento é não cirúrgico e passa por evitar esforços e exercícios com carga nos membros inferiores, bem como o controlo do peso. É conveniente manter a mobilização da articulação e o fortalecimento muscular. É necessário controlar a dor com medicação analgésica e anti-inflamatória.

O principal objetivo do tratamento é aumentar a mobilidade, incluindo melhorar a função da articulação da anca, controlar a dor e melhorar a qualidade de vida. Os planos de terapêuticos podem envolver:

  • Repouso das articulações e/ ou exercício orientado para promover a recuperação da mobilidade
  • Perder peso
  • Uso de apoio ( canadiana, bengala) para aliviar o peso na anca afetada
  • Uso de técnicas não farmacológicas para controlo da dor
  • Terapêutica farmacológica para controlo da dor, incluindo: paracetamol, anti-inflamatórios não esteroides e outros analgésicos
  • Técnicas cirúrgicas como a prótese total da anca e técnica de resurfacing

A manutenção da atividade física regular e o controlo do peso ao longo da vida são importantes na prevenção da coxartrose, mantendo os músculos e as articulações fortes e saudáveis.

Fontes:

WebMD