Punção seca: sabe o que é?

Desporto
Dor
4 mins leitura

Utilizada no tratamento da dor muscular e da fáscia, esta técnica pode aliviar a tensão e as limitações do movimento. Saiba mais.

A punção seca é uma terapêutica invasiva, com evidência científica comprovada, que consiste na introdução de uma agulha de acupuntura num ponto gatilho ou banda tensa.

Esta técnica pode ter efeitos imediatos na melhoria da restrição do movimento e da sensação de tensão.

 

Em que situações se pode aplicar a punção seca?

Esta técnica é utilizada no tratamento de dor muscular local ou, mais frequentemente, na dor muscular regional, causada por um ponto gatilho em uma banda tensa, em qualquer parte do corpo (síndrome miofascial).

Os doentes referem-se vulgarmente a estas dores como dores de contractura ou tensão. Descrevem muitas vezes a sensação de peso e restrição de movimento no local afetado.

O síndrome miofascial é extremamente comum, sobretudo na região cervical e escapular. Estima-se que afete cerca de 70% da população com patologia musculoesquelética.

 

Como é realizada a punção seca?

A técnica de punção seca realiza-se introduzindo uma agulha de acupuntura (muito fina) num nódulo palpável (ponto gatilho). A estimulação mecânica do ponto gatilho leva a uma inibição da atividade elétrica basal do ponto gatilho e um aumento da vascularização local, contribuindo para a redução da intensidade da dor. Os efeitos são imediatos.

A introdução da agulha é ligeiramente desconfortável mas normalmente é bem tolerada. Durante a introdução poderá surgir uma pequena contração rápida das fibras musculares da banda tensa. Durante 24 a 48 horas o local da punção poderá ficar um pouco dorido, mas não é impeditivo de continuar a realizar as atividades regulares da vida diária. A punção seca não possui outros efeitos secundários ou contraindicações.

A sessão tem a duração de 15 a 30 minutos, aproximadamente, dependendo do caso clínico. Consoante as situações clínicas, poderão ser feitos 3 a 4 tratamentos seguidos, com intervalo de 1 semana.

 

Quem pode beneficiar da técnica de punção seca?

Qualquer pessoa pode submeter-se a esta técnica, uma vez que a punção seca não implica fármacos e é uma técnica baseada no efeito mecânico da agulha.

Este é um tratamento de rápida execução feito por médico fisiatra após a realização de um correto diagnóstico. O diagnóstico deve ser feito por um médico diferenciado nesta área, que terá em conta a semelhanças das dores com outras patologias musculoesqueléticas.

A punção seca pode ser aplicável em músculos em "tensão" provocada por várias patologias:

  • patologias do ombro
  • patologias da coluna cervical e lombar
  • patologias da anca
  • patologias do tornozelo
  • lesões desportivas (lesões dos adutores, isquiotibiais, gémeos, etc)

 

Dependendo dos fatores predisponentes do síndrome miofascial (alterações posturais, patologias discais, fadiga muscular, stress psicológico, etc) poderá ser necessário ou não a associação com fisioterapia.

 

Estou interessado - como posso marcar?

Na CUF, a técnica de punção seca é feita no contexto da Consulta de Fisiatria. O médico fisiatria que o avalia é que determina se existe ou não benefício na realização do tratamento.


 

Sabia que...?

Punção seca vs Acupuntura - é a mesma coisa?

Estas duas técnicas são totalmente diferentes: a punção seca é uma técnica de "medicina convencional" para tratamento de dor e/ou restrição de movimento, em que uma agulha muito fina (utilizada também em acupuntura) é introduzida dentro do músculo em pontos gatilho (fibras musculares contracturadas), durante um curto período, realizando-se pequenos movimentos "in and out" (dentro e fora) com a agulha. É por vezes designada de estimulação intramuscular. A acupuntura tradicional é uma forma de tratamento que envolve a inserção de agulhas, igualmente muito finas, na pele de uma pessoa, durante um longo período de tempo, em pontos específicos do corpo, baseados em fluxos de energia vital.