TAC (Tomografia Computorizada)

O que é?
Metodologia
Preparação
Precauções
Exame

A Tomografia Computorizada, também chamada TAC ou TC, é uma tecnologia de imagem que usa um equipamento especial de raios X para obter um volume de dados do corpo que são depois processados por um computador para obter imagens dos órgãos internos do organismo.

 

A TAC é particularmente útil para mostrar órgãos e tecidos, como o fígado ou os rins, com maior clareza e detalhe do que uma radiografia convencional. Muitas vezes é possível fazer um diagnóstico definitivo recorrendo a um exame de TAC, não sendo necessário a realização de outros exames de diagnóstico.

 

A TAC é um método de diagnóstico não invasivo e pode ser utilizada para estudar o coração e as artérias, os pulmões, os órgãos do abdómen, como o fígado, o baço, o pâncreas, os rins, a bexiga e o intestino, o crânio e o cérebro, a face, os seios perinasais, os ouvidos e o pescoço, a coluna, a bacia, os membros e as articulações.

 

Através deste exame, um médico radiologista ou neurorradiologista pode descobrir as causas de sintomas, permitindo um tratamento mais rápido e eficaz e eliminando, muitas vezes, a necessidade de outros métodos de diagnóstico mais agressivos e dolorosos.

 

O exame é realizado com a pessoa deitada numa mesa, que pode subir ou descer, conforme necessário. A mesa desloca-se lentamente para dentro da máquina, onde um gerador de raios-X gira em redor do doente para produzir as imagens.

 

Durante a realização do exame, os profissionais de saúde estarão em contacto consigo e podem vê-lo através de uma janela. O exame tem a duração de cerca de 10 minutos e não causa dor.

 

O produto de contraste utilizado no exame de TAC pode ser administrado por via oral, venosa ou rectal, e ajuda a realçar a visibilidade de alguns tecidos ou vasos sanguíneos, obtendo assim um melhor diagnóstico.

 

Em alguns exames da pélvis é necessário administrar contraste líquido no reto, imediatamente antes do exame começar. Se for necessário injetar contraste intravenoso, pode sentir algumas reações passageiras geralmente de baixa intensidade, como calor no braço ou um sabor metálico na garganta.

A preparação depende do tipo de exame a realizar. No momento da marcação é indicado o tipo de preparação necessária. Nos exames que exigem uma preparação mais complexa, receberá um telefonema na véspera da realização do exame para que possa receber um melhor acompanhamento durante a preparação para o mesmo.

 

Na maior parte dos exames da coluna, das articulações, dos seios perinasais e da mandíbula, não é necessária qualquer preparação especial.

 

Nos exames do tórax, do crânio e do pescoço não deve comer, pelo menos 4 horas antes da realização do exame, mas, no caso de estar a administrar algum tipo de medicação, pode fazê-lo normalmente com água.

 

Na maior parte dos exames de abdómen e pélvis, é necessário não comer durante pelo menos 4 horas antes da realização do exame e beber um líquido especial para opacificar o intestino, cerca de 30 minutos antes da realização do exame. Nestes casos é pedido que compareça no consultório mais cedo.

 

No dia de realização do exame, deve chegar 15 minutos antes da hora marcada para abrir o seu processo. Em exames com contraste oral, deve comparecer cerca de 45 minutos antes.

 

Depois do exame, poderá fazer a sua vida normal.

 

Se for diabético e tomar medicação oral, poderá haver necessidade de a alterar depois da realização do exame.

A TAC usa raios-X para obter as imagens. Os raios X são radiações do mesmo tipo que a luz do Sol, mas com mais energia. Em regra, a dose de radiação recebida por uma pessoa durante a realização de um exame de TAC equivale à mesma que recebe durante 3 anos do ambiente natural.

 

Para limitar ao máximo os potenciais riscos da radiação, que são, em todo o caso muito pequenos, são tomadas precauções específicas no caso de crianças e jovens.

 

As pessoas com asma ou alergias, que necessitam de tratamento médico, devem fazer uma pré-medicação no dia anterior à realização do exame.

 

Os doentes diabéticos e as pessoas com doenças renais, podem necessitar de cuidados especiais, que serão explicados antes do exame.

 

Se nos dias anteriores à realização do exame de TAC tiver efetuado um exame com ingestão de contraste baritado (por exemplo, ao estômago ou ao intestino) pode ser necessário fazer uma preparação adicional, que lhe será indicada no dia de marcação do exame.

 

As crianças com menos de 5 anos podem ter necessidade de ser sedadas para não se mexerem durante a realização do exame.

 

Devido à radiação, as mulheres grávidas devem evitar a realização de um exame de TAC. As mulheres em idade fértil devem informar sempre os profissionais de saúde se estão ou suspeitam estar grávidas.

No dia do exame deve trazer consigo:

  • Requisição do exame passada pelo seu médico;
  • Exames de diagnóstico anteriores;
  • Análises ao sangue mais recentes;
  • Cartão do sistema de saúde (SNS, seguro ou subsistema de saúde).
Exames

Consulte aqui toda a oferta de TAC (Tomografia Computorizada) da Rede CUF