Edema das cordas vocais

O que é?
Sintomas
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

O edema das cordas vocais surge na parte não muscular da corda vocal, chamada de prega vocal, logo abaixo da superfície, numa zona designada espaço de Reinke. O inchaço nessa área é designado de edema de Reinke.

O edema surge pela acumulação de líquido ou muco nas cordas vocais. Em pequeno volume altera a qualidade da voz mas em alguns casos pode mesmo dificultar a respiração. Está associado, na maioria dos casos, ao refluxo ácido do estômago, ao abuso vocal e ao tabagismo.

A voz torna-se mais baixa e rouca; em casos graves pode surgir falta de ar.

Ocorre quase sempre quando se mantem consumo prolongado de tabaco. Outras causas podem incluir: doenças da tiróide, alterações hormonais, refluxo gastroesofágico ou uso excessivo da voz.

O diagnóstico é feito pela observação do doente e apreciação da alteração da voz; a observação direta das cordas vocais pelo médico mostra a zona  inflamada causadora dos sintomas.

É necessário corrigir os fatores desencadeantes (refluxo ácido do estômago, abuso vocal e tabagismo), realizar terapêutica medicamentosa, terapia da fala; em situações graves pode ser necessário recorrer a uma intervenção cirúrgica.

  • Interromper ou reduzir drasticamente o consumo de cigarros, cachimbo e charutos. Existem programas de cessação tabágica especialmente úteis para quem tem dificuldade em parar de fumar.
  • Mudanças no estilo de vida minimizam o refluxo gástrico, assim como medicamentos que reduzem a produção de ácido no estômago.
  • Diminuir tanto a frequência como a duração da utilização da voz e evitar episódios de abuso vocal.
  • Recorra ao seu médico assistente em situações de alteração do seu tom de voz como rouquidão inexplicável ou persistente.
Fontes:

Universidade de Pittsburg

The Voice Foundation