Artrite idiopática juvenil

O que é?
Sintomas
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

As Artrites Idiopáticas Juvenis (AIJ) constituem um grupo heterogéneo de doenças iniciadas antes dos 16 anos, caracterizadas pela presença de artrite de uma ou mais articulações, persistindo, pelo menos, durante seis semanas.

São das doenças crónicas mais frequentes na criança e no adolescente, sendo uma causa importante de incapacidade, doença ocular e de insucesso escolar, pelo absentismo que podem provocar.

Os sintomas variam de acordo com o tipo de AIJ e podem incluir:

  • Dor, inchaço, calor e sensibilidade nas articulações
  • Rigidez articular matinal
  • Coxear
  • Febre
  • Erupção cutânea
  • Perda de peso
  • Gânglios linfáticos inchados
  • Fadiga ou irritabilidade
  • Olho vermelho, dor ocular, visão turva

As causas da AIJ não são conhecidas. Os fatores que podem estar envolvidos, isoladamente ou em combinação, incluem fatores genéticos (hereditários) e fatores que influenciam o sistema imunológico.

O diagnóstico implica a exclusão de outras causas de artrite e de outras doenças que causem os sintomas; pode ser também necessário:

  • Técnicas de imagem, como raio-X ou ressonância magnética das articulações envolvidas
  • Exames laboratoriais de sangue, urina e/ou líquido articular para determinar o tipo de artrite (sobretudo ANA- anticorpo antinuclear e fator reumatóide).

Os objetivos do tratamento são aliviar a dor, reduzir o inchaço, aumentar a mobilidade e a força das articulações e prevenir complicações. O tratamento geralmente inclui exercícios de reabilitação e medicamentos, entre os quais:

  • Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) que proporcionam alívio da dor e reduzem o inchaço
  • Corticoides
  • Medicamentos modificadores de artrite reumatóide (DMARDs): modificam o progresso da doença,atuando sobre o sistema imunitário evitando a destruição dos ossos e articulações
  • Terapêutica biotecnológica: atuam diretamente nas moléculas ou proteínas do sistema imunitário responsáveis ​​por causar inflamação; são usados em adultos e crianças com artrite grave, através de injeção subcutânea ou intravenosa
  • O exercício adaptado e a fisioterapia orientadas reduzem a dor e contribuem para manter o tónus ​muscular, melhorar a mobilidade e prevenir deficiências permanentes.

Atualmente como a sua causa é desconhecida, não há forma de prevenir a artrite idiopática juvenil.

Fontes:

Cleveland Clinic