Sistema imunitário fraco: sinais de alerta

Prevenção e bem-estar
1 min leitura

Infeções frequentes, problemas gastrointestinais, cansaço excessivo... Estes podem ser sinais de que o sistema imunitário está alterado. Fique atento e previna.

O sistema imunitário é a linha de defesa do corpo contra os invasores nocivos, como vírus, bactérias e parasitas. Quando funciona corretamente, é capaz de identificar e eliminar estas ameaças, protegendo-nos de doenças. Mas, por muito eficaz que seja, nem sempre é perfeito. Pode tornar-se hiperativo, causando alergias ou asma, ou atacar o próprio organismo, causando doenças autoimunes como a artrite reumatoide ou a diabetes tipo 1, entre outras.



Possíveis sinais de um sistema imunitário enfraquecido

Existem uma série de fatores, genéticos ou externos, que podem enfraquecer o sistema imunitário, tornando o corpo mais vulnerável. É importante estar atento e saber identificar os possíveis sinais de um sistema imunitário enfraquecido. Lembre-se de que estes sinais de alerta podem ocorrer por muitas outras razões. Acima de tudo, para saber o que se passa com a sua saúde, consulte sempre o seu médico.

 

Infeções recorrentes

Se existe a necessidade de toma de antibióticos mais de duas vezes por ano, pode ser sinal de um sistema imunitário enfraquecido. É também importante ter em consideração que crianças e adultos devem tomar antibióticos apenas sob indicação de um médico.

 

Idas frequentes à casa de banho

Sabia que aproximadamente 70 % do sistema imunitário está localizado no sistema digestivo? Por exemplo, pessoas com diarreia prolongada mais de duas semanas, sem evidência de infeção como gastroenterite, pode indicar que o seu sistema imunitário está alterado.

 

Fadiga constante

A sensação de cansaço pode estar associada a problemas no sistema imunitário, sobretudo quando, apesar de dormirmos bem, mesmo assim, nos sentimos esgotados. Este sintoma de fadiga extrema deve-se a um mecanismo que tenta conservar energia para “alimentar” as nossas defesas quando estas precisam de lutar contra micróbios.

 

Dificuldade de cicatrização de feridas

Quando nos cortamos ou queimamos, a pele entra em ação para controlar os danos, protegendo esta lesão e regenerando a ferida. Este processo de cicatrização tem uma relação com o sistema imunitário, sendo que quando as nossas defesas estão saudáveis, todo este processo decorre como é suposto. Por outro lado, se há algum problema com o sistema imunitário, diferentes lesões da pele podem levar mais tempo até cicatrizarem, prolongando-se.

 

Pele muito sensibilizada

A pele é a primeira linha de defesa do corpo contra infeções. Se a sua pele estiver seca ou vermelha e tiver uma sensação de comichão, pode ser um sinal de que o seu sistema imunitário está a lutar contra uma infeção ou outra condição. As erupções cutâneas dolorosas ou persistentes também podem ser um sinal de um sistema imunitário enfraquecido.

 

Estratégias para fortalecer o sistema imunitário

Adotar um estilo de vida que promova a saúde - incluindo a do sistema imunitário - é importante para todas as pessoas. Estas são algumas estratégias que pode implementar no seu dia a dia:

  • Fazer uma boa gestão do stress - por exemplo, praticar ioga, meditar, fazer massagens, ter hobbies, manter o contacto com amigos e familiares ou outras pessoas que constituam uma boa rede de apoio.
  • Adotar uma dieta saudável, variada e equilibrada - há inclusivamente alguns alimentos que fortalecem o sistema imunitário.
  • Manter um peso adequado.
  • Ter um sono de qualidade e na quantidade adequada. Sabia que a privação do sono tem um efeito semelhante ao do stress no sistema imunitário? Dormir pouco prejudica a normal produção de glóbulos brancos, que têm um papel de grande importância no sistema imunitário.
  • Fazer exercício físico com regularidade.
  • Evitar a entrada de vírus e bactérias: praticar uma boa higiene das mãos, sobretudo antes, durante e após a preparação de alimentos; antes de comer; sempre que se assoar, espirrar ou tossir; antes e depois do tratamento de cortes ou outras lesões da pele; e após contacto com alguém que esteja doente.
  • Não fumar.
  • Manter as vacinas em dia - as vacinas preparam o seu sistema imunitário para combater as infeções antes que estas se instalem no seu corpo. Consulte o seu médico assistente sobre as vacinas que deve tomar e quando.
Fontes:

Harvard Health Publishing, dezembro de 2023

Mayo Clinic, dezembro de 2023

Medical News Today, dezembro de 2023

WebMD, dezembro de 2023

Publicado a 05/02/2024