O que é a fisioterapia respiratória pediátrica?

Bebés e crianças
4 mins leitura

Quando as secreções se acumulam nos pulmões, algumas técnicas da fisioterapia podem ajudar a limpar as vias respiratórias de bebés e crianças.

Quando um bebé ou uma criança pequena acumulam muco e secreções nos pulmões, pode não ser possível explicar e ajudar a limpar as vias respiratórias. Uma das soluções é recorrer a técnicas de fisioterapia respiratória ou cinesioterapia respiratória e provocar a libertação dessas secreções.

Os problemas respiratórios que levam à obstrução das vias pelas secreções têm impacto na vida e no bem-estar dos lactentes e crianças: podem não conseguir alimentar-se corretamente, ficam cansados mais rapidamente e com menos vitalidade. A fisioterapia respiratória também se adequa a adultos, mas as técnicas e circunstâncias em que são aplicadas são diferentes.

 

Todos os bebés devem fazer fisioterapia respiratória?

Não. Só os médicos pediatras e fisioterapeutas especializados sabem avaliar quais os bebés que podem beneficiar da fisioterapia respiratória, que pode ser um método de intervenção em situações agudas ou situações crónicas.

Algumas das condições em que pode estar indicado sessões de fisioterapia respiratória são a fibrose quística ou infeções respiratórias como a bronquiolite.

Quando há obstrução das vias respiratórias pela acumulação de secreções, os sintomas são:

  • Ruído ao respirar
  • Alteração do ritmo da respiração
  • Corrimento nasal
  • Tosse
  • Menor tolerância ao exercício
  • Cansaço

 

Nestas circunstâncias, a criança pode sentir-se aliviada pela aplicação das técnicas da cinesioterapia respiratória.

 

Pode ser feita em casa?

A fisioterapia respiratória pediátrica tem de ser aplicada por fisioterapeutas especializados em centros especializados ou eventualmente no domicílio da criança. Durante as consultas e sessões, o fisioterapeuta aconselha os pais ou cuidadores da criança e mostra-lhes técnicas de posicionamento ou massagens que poderão momentaneamente aliviar a congestão do bebé ou criança.

 

Que técnicas usa a fisioterapia respiratória?

Numa consulta de fisioterapia respiratória pediátrica, há várias técnicas que os fisioterapeutas podem usar para expulsar as secreções retidas nos pulmões, usando sobretudo a posição do paciente ou movimentos das mãos do fisioterapeuta sobre os pulmões. Quando a criança já se movimenta sozinha e compreende o que o fisioterapeuta lhe pede que faça, esses movimentos podem ser comandados.

No caso de um bebé, há algumas técnicas mais frequentes, que nunca devem ser usadas após a alimentação, pois podem provocar refluxo e regurgitação.

 

Drenagem postural

Através da inclinação do bebé durante cinco minutos (em cada posição), é possível limpar zonas localizadas dos pulmões pela ação da gravidade. Em geral, a zona do pulmão que está mais saturada deve ficar mais elevada do que o restante pulmão. Estas posições podem manter o bebé ao colo, de lado e inclinado ou deitado de barriga para baixo (por exemplo, numa almofada).

Dependendo da situação do paciente, estas sessões (que no seu conjunto podem levar 15 minutos) serão diárias ou mesmo bi-diárias, de forma a não permitir a concentração de muco e a promover uma melhor libertação das vias aéreas.

 

Percussão

Esta técnica consiste em dar leves palmadas na caixa torácica. É preciso ter em atenção que, para ser bem feita, esta técnica não pode (nem deve) provocar dor. Os batimentos fazem-se com a mão em concha ou com copos desenhados para esse efeito específico e não são aplicados em contacto direto com a pele, mas utilizando sempre uma toalha entre o peito ou as costas e a mão ou o copo.

Estes batimentos devem ser ritmados, o que ajuda a fazer vibrar o ar nos pulmões e, assim, movimentar as secreções. Quando a técnica é aplicada num bebé (também é utilizada na fisioterapia respiratória de adultos) é conjugada com a drenagem postural.

Muitos bebés gostam de estar envolvidos nesta técnica e a prática não deve ser interrompida se o bebé chorar, a menos que esteja aflito. O choro ajuda a expandir os pulmões e facilita, inclusive, o processo de expulsão das secreções.

 

E para uma criança pequena?

A partir dos dois ou três anos não é apropriado aplicar estas técnicas ao colo de um adulto e os tratamentos podem passar por exercícios de respiração. Nesta altura, podem aprender técnicas de limpeza das vias respiratórias, como o huff, em que se enche o peito de ar para o libertar depois com a boca aberta.

Nesta idade, o exercício físico é, em geral, uma ótima forma de fisioterapia e será, provavelmente, encorajado pelo fisioterapeuta.

Fontes:

Cystic Fibrosis Trust, fevereiro de 2022

Formaterapia, fevereiro de 2022

Nationwide Children's Hospital, fevereiro de 2022

Physio.co.uk, fevereiro de 2022

Publicado a 18/11/2022
Doenças