7 hábitos pouco saudáveis na cozinha

Alimentação
3 mins leitura

Nem sempre nos apercebemos, mas há (maus) hábitos que temos quando preparamos as nossas refeições e que podem estar a prejudicar a nossa saúde.

Imagine este cenário: chega a casa exausto e esfomeado depois de um dia de trabalho. Cozinhar é das coisas que menos lhe apetece fazer e lembra-se de que tem uma daquelas refeições congeladas (e super industriais) que só tem de colocar no microondas e está pronta. Se calhar, não tem de imaginar porque até já lhe aconteceu, não? Este é um dos erros mais comuns que cometemos quando estamos a preparar o nosso jantar, que resulta muitas vezes da falta de planeamento. Mas não é o único: petiscar enquanto se prepara a comida, abusar do sal e levar a travessa para a mesa também estão nesta lista negra.

 

1. Não planear as refeições com antecedência

Pense, antecipadamente, no prato que vai confecionar. Menus de última hora apelam a soluções rápidas que, muitas vezes, correspondem a refeições pré-confecionadas e pouco saudáveis. 

 

2. “Petiscar” enquanto cozinha

Ir comendo/bebendo enquanto prepara a refeição é uma forma de, mesmo sem se aperceber, adicionar calorias extra à refeição que vai fazer.

 

3. Não seguir as medidas indicadas na receita

Não faça cálculos "a olho". Respeite as medidas referidas na receita que está a fazer e, em certos casos, tente reduzi-las - este conselho aplica-se, em particular, às quantidades de açúcar e de manteiga/ margarina que utiliza.

 

4. Exagerar na quantidade de sal

O consumo excessivo de sal está associado a hipertensão arterial e doenças cardiovasculares, entre outras patologias. Reduza a utilização de sal para confecionar e temperar os alimentos, substituindo-o por ervas aromáticas e especiarias. E não se esqueça: o saleiro nunca deve ir para a mesa!

 

5. Abusar de alimentos fritos

Os alimentos fritos são nocivos para a nossa saúde e o seu consumo deve ser limitado ao mínimo. Embora já tivesse sido estabelecida uma associação entre uma alimentação pouco saudável e o desenvolvimento de vários tipos de cancro, um estudo de 2013, conduzido pelo Fred Hutchinson Cancer Research Center, nos Estados Unidos da América, verificou uma ligação entre o consumo de fritos e o risco acrescido de cancro da próstata.

 

6. Ter os vegetais e a fruta “longe da vista”

Pelo contrário, os vegetais e a fruta devem estar “perto da vista”! Ponha a fruta dentro de uma taça e coloque-a na bancada da cozinha. Em relação aos vegetais, procure que estejam arrumados de forma a vê-los facilmente quando abrir a porta do frigorífico.  

 

7. Levar a travessa para a mesa

Distribua a refeição pelos vários pratos e leve-os já prontos para a mesa. Em primeiro lugar, isto evitará (à partida) a tentação de repetir. Por outro lado, permite fazer uma distribuição equilibrada dos vários alimentos em cada prato. Por exemplo, metade do prato deve ser composto por legumes/ hortaliças ou saladas.