Cefaleias

O que é?
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

As cefaleias (vulgarmente conhecidas por dores de cabeça) são uma das queixas clínicas mais comuns e a maior parte das pessoas, nalguma fase da sua vida, apresenta dores de cabeça de causa variada.

Uma dor de cabeça pode ser sentida de modo repentino ou gradual, envolvendo a cabeça toda ou apenas um local mais definido (por cima dos olhos,por exemplo). Em geral,  podem durar entre 30 minutos a várias horas.

Segundo a International Headache Society, as cefaleias podem ser caracterizadas por:

  • Primárias: quando não são resultado de outro problema de saúde; são causadas diretamente pela hiperatividade ou problemas de funcionamento das estruturas responsáveis pela sensibilidade à dor na cabeça (vasos sanguíneos, músculos, nervos) e alterações da atividade química do cérebro. Alguns dos tipos de dores de cabeça mais comuns são:
    • Enxaquecas
    • Cefaleia em salvas
    • Cefaleia de tensão

 

  • Secundárias: quando os sintomas da dor de cabeça podem ser atribuídos a outra causa, os fatores que podem estar na origem deste tipo de cefaleias são:
    • Consumo de álcool
    • Tumor cerebral
    • Coágulos sanguíneos
    • Hemorragia cerebral
    • Glaucoma
    • Concussão
    • Desidratação
    • Bruxismo
    • Gripe (influenza)
    • Sobredosagem de medicação
    • Ataques de pânico
    • Acidente vascular cerebral

Reconhecer e evitar os estímulos que podem precipitar as crises ou aumentar a dor é importante para o diagnóstico e tratamento das cefaleias. Se é certo que podem ocorrer espontaneamente, em muitos casos reconhecem-seos fatores que propiciam o seu aparecimento ou agravamento.

O diagnóstico pode geralmente ser feito através da descrição dos sintomas, mas se a sua origem for mais complexa, poderão ser necessários exames como análises de sangue e de imagem (raio-x, tomografia computorizada, ressonância magnética).

Para aliviar as cefaleias:

  • Beba bastante água
  • Descanse, sobretudo se a dor de cabeça estiver associada a uma gripe ou constipação
  • Tente relaxar (o stress pode agravar as dores de cabeça)

 

Consulte o seu médico assistente se:

  • Tem dores de cabeça recorrentes
  • Os analgésicos comuns não aliviam e a dor tem vindo a piorar
  • Sente dor latejante intensa
  • Se sente doente, com vómitos e/ou sensibilidade à luz ou ao ruído
  • Se surgirem outros sintomas associados, por exemplo: fraqueza ou dormência nas mãos ou nos braços

 

Contacte um serviço de urgência se a dor for intensa e acompanhada de:

  • Dor nos maxilares
  • Visão desfocada ou dupla ou está tonto e confuso
  • Tem febre, calafrios 
  • Se tiver sofrido algum traumatismo- queda, pancada, acidente.

Estes sinais podem traduzir gravidade e necessidade de tratamento urgente.

  • Desaconselha-se o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Mantenha intervalos certos entre as refeições (mesmo que não tenha apetite).
  • Não durma mais do que o habitual.
  • Evite a exposição prolongada a monitores de televisão ou a computadores; se houver  necessidade de utilizar continuamente um ecrã (por exemplo, por motivos profissionais), deve fazer pausas com regularidade.
Fontes:

Medical News Today, março 2020

National Health Service UK, março 2020

Doenças relacionadas