40 anos: o que deve vigiar?

Prevenção e bem-estar
Saúde do homem
4 mins leitura

Há vários exames e consultas que permitem o diagnóstico precoce de doenças no homem. Consulte esta lista e saiba o que tem de fazer se chegou aos 40 anos.

Consultas a fazer aos 40 anos

Consulta de Medicina Geral e Familiar

É aconselhável realizar um check-up anual.

  • A consulta inclui a observação clínica, medição da tensão arterial, análises do colesterol, glicemia, ureia, entre outras.

 

Consulta de Medicina Dentária

Essencial para prevenir cáries e doenças periodontais que, por sua vez, têm repercussões na saúde geral.

  • Idealmente, a consulta deve ser realizada de seis em seis meses e incluir o exame da boca e higienização oral.

 

Consulta de Otorrinolaringologia

A partir dos 40 anos, é conveniente realizar um exame auditivo, repetindo-o de três em três anos.

 

Consulta de Oftalmologia

É aconselhável realizar um exame oftalmológico anualmente. Se existirem algum tipo de patologias, o seu médico indicar-lhe-á a periodicidade com que deve ir à consulta.

 

Consulta de Urologia

A partir dos 45 anos é conveniente consultar um médico urologista, para realizar uma vigilância adequada das patologias da próstata (pois estas podem evoluir de forma assintomática) e eventuais queixas associadas ao envelhecimento masculino.

 

Exames

Autoexame testicular

Mensalmente, no duche ou depois deste, o homem deve realizar este autoexame muito útil para diagnosticar o cancro testicular.

  • Como fazer o autoexame testicular:
  1. Examine um testículo de cada vez e de forma semelhante.
  2. Deve envolver o escroto com as mãos e estar atento a um eventual inchaço ou alto. O polegar e alguns dos dedos devem ficar livres para palpar os testículos.

 

Autoexame da pele

Deve ser efetuado regularmente e é fundamental para prevenir o cancro cutâneo.

  • Como fazer o autoexame da pele:

Esteja atento a alterações nos sinais que tem e ao aparecimento de novos sinais.

  1. Observe a cor e forma dos sinais, procurando modificações na simetria, cor, rebordo e diâmetro.
  2. Se detetar alguma alteração é aconselhável consultar um médico dermatologista.

 

PSA (antígeno prostático específico)

A análise sanguínea ao PSA permite detetar o cancro da próstata ao medir a concentração no sangue de uma proteína que é produzida pela próstata e que aumenta se existir o desenvolvimento de células tumorais. Se os resultados forem preocupantes, o diagnóstico preciso é obtido através de uma ecografia transretal da próstata com biópsia.

Deve ser efetuada depois dos 45 anos, anualmente.

 

Colonoscopia

Exame que permite diagnosticar precocemente o cancro do cólon e que deve ser efetuado aos 50 anos e repetido a cada cinco anos.

  • Se existirem doenças inflamatórias crónicas, pólipos ou antecedentes familiares de patologias ou tumores intestinais, o médico poderá recomendar que o primeiro exame seja realizado antes dos 50 anos e repetido mais frequentemente.

 

Densitometria óssea

Este exame determina a densidade mineral óssea e é essencial para o diagnóstico da osteoporose. Os homens devem fazê-lo a partir dos 70 anos, embora o médico possa recomendar que o exame seja realizado mais precocemente em casos de toma prolongada de fármacos como corticoides, existirem patologias como hipotiroidismo ou fraturas causadas pelo facto dos ossos estarem frágeis.

 

Rastreios

Rastreio do VIH

Deve ser feito se existirem dúvidas sobre a possibilidade de se estar infetado pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), em caso de, por exemplo:

  • Relações sexuais sem preservativo
  • Partilha de seringas, agulhas ou outro material utilizado para injetar drogas
  • Realização de um piercing ou tatuagem com material não esterilizado
  • Contacto direto com o sangue de outra pessoa

 

Rastreio da Hepatite B

A contaminação pelo vírus da hepatite B é feita através do sangue, sémen, saliva, secreções vaginais e leite materno. O teste deve ser realizado quando:

  • Os pais forem portadores de hepatite B
  • Se consumiu drogas injetáveis
  • Se teve ou tem múltiplos parceiros ou infeções transmitidas sexualmente
  • A contaminação com o VIH/SIDA também justifica que se faça o teste, assim como se se fez uma tatuagem ou piercing com material não esterilizado

 

Rastreio da Hepatite C

A contaminação por este vírus é feita, essencialmente, por via sanguínea. O rastreio deve ser feito se tiver ocorrido:

  • Injeção de drogas
  • Realização de um piercing ou tatuagem com material não esterilizado
  • Partilha de tesouras ou lâminas