Lasik - Cirurgia Refrativa

 

O LASIK (cirurgia refrativa por LASER) recorre à mais alta tecnologia na correção de Miopia, Astigmatismo e Hipermetropia, permitindo numa elevada percentagem a independência dos óculos ou lentes de contacto no quotidiano de quem opta por ser submetido a esta cirurgia.

É um procedimento seguro, de alta precisão que o avanço tecnológico transformou num procedimento simples.

 A cirurgia refrativa laser é um procedimento seguro e de elevada precisão, no qual corrige-se os erros refrativos aplicando laser excimer sobre a córnea.

  • O LASIK é o método de eleição na correção dos erros refrativos. Consiste em criar um retalho corneano, expondo o estroma – camada interna da córnea - na qual se faz incidir o laser que remove o tecido necessário à correção da ametropia. O lenticulo é reposto, cobrindo a zona tratada, sendo essa a razão pela qual não existe dor pós-operatoria e a recuperação visual é rápida.
  • PRK – Tratamento útil em casos de córnea finas. Consiste na remoção mecânica do epitélio da córnea (camada mais fina e superficial da córnea) e aplicação direta do laser sobre a córnea desepitelizada.
Meios técnicos e humanos ao seu serviço

No Centro de Oftalmologia estão disponíveis o LASER que é o estado da arte nesta área, Wavelight Allegretto Eye-Q, e uma equipa médica com uma vasta experiência.

Intervenção rápida

- Rápida

5 a 10 minutos desde a preparação até à conclusão da cirurgia. A anestesia é local através da simples aplicação de um colírio. Com alta cerca de 30 minutos após a intervenção.

- Sem dor 

Sente apenas picadelas e intolerância à luz nas primeiras horas após a cirurgia. 

- Fácil recuperação

No dia seguinte pode retomar algumas das suas atividades quotidianas já com uma boa acuidade visual. Na maioria dos casos não há interrupção da atividade laboral. O exercício físico pode ser retomado também após alguns dias (exceção: piscina e desportos com risco de contacto, nas primeiras quatro semanas).

 

Eficiência da cirurgia

No ano de 2008, 96% dos olhos tratados no Hospital CUF Infante Santo ficaram entre 0 e 0,5 dioptrias. 100% dos casos ficaram entre 0 e 0.75 dioptrias. 

Após a cirurgia 95% dos olhos ficaram sem óculos com uma acuidade visual igual ou melhor à com óculos antes da cirurgia. 

Em 4% dos casos foi necessária reintervenção para correção de erros refrativos residuais.

Quem pode ser operado?

Quem tem mais de 20 anos, uma refração estável há 12 meses e que no estudo pré-operatório não revele alterações que contraindiquem a intervenção.

Quantas dioptrias corrige?

Regra geral, o LASIK corrige até oito dioptrias, estando indicadas as Lentes Fáquicas Intraoculares acima desse valor.

O que deve fazer

1. Consulta de oftalmologia

Permite diagnosticar o seu erro refrativo e ajustar o procedimento adequado à sua situação. É também o momento para lhe ser explicado como decorrerá a intervenção.

2. Exames

A Tomografia do segmento anterior e Topografia de Córnea são decisivos para o médico perceber se estão reunidas todas as condições requeridas para ser submetido a este tipo de intervenção com segurança. O uso de lentes de contacto deve ser descontinuado uma semana antes do exame.

 

Femto Lasik

O Femto Lasik (Victus + Teneo) é um conjunto de equipamentos que permite a realização de cortes (Flaps) sem necessidade da utilização de lâminas, sendo o laser (Victus) um equipamento de última geração que permite tratamento refrativos personalizados num curto espaço de tempo, sendo um dos lasers mais rápidos do mundo.

Vantagens da utilização da plataforma de Femto Laser na cirurgia Lasik:

  • Maior precisão e customização, respeitando o mais possível o formato da córnea
  • Realização de cortes (flaps) mais finos, permitindo aumentar o número de candidatos elegíveis para realizar a cirurgia
  • Maior segurança, com procedimentos mais rápidos com menos incômodo e menor índice de complicações
  • Rapidez na recuperação

Indicado para tratar e corrigir alterações da refração.

 

Wavelight allegretto

O Centro de Oftalmologia disponibiliza tecnologia de última geração para o tratamento por cirurgia LASIK. 

O Wavelight Allegretto Eye-Q é o Laser mais rápido, com uma frequência de 400Hz, que permite corrigir cada dioptria em dois segundos, contra os 12 segundos do Laser convencional.

Este equipamento utiliza a tecnologia Perfect Pulse e um sistema de eye-tracking avançado que permite tratamentos com zonas óticas efetivas muito alargadas.

 Esta tecnologia de vanguarda permite a otimização do perfil de ablação, o que proporciona uma melhor qualidade de visão e uma ablação personalizada guiada pela topografia da córnea, que permite não apenas a correção do erro refrativo, mas também a correção de irregularidades da córnea que podem interferir com a visão.

 

Implante de lentes intraoculares

No entanto, em alguns casos por fatores diversos, poder-se-á optar pelo implante de lentes intraoculares:

1. Lentes fáquicas: lentes colocadas à frente do cristalino.

Opção quando as dioptrias a corrigir ultrapassam os limites do laser, ou nos casos de córneas finas ou alteradas em que o Laser está contra-indicado.

 

2. Lentes Intraoculares que substituem o cristalino/catarata.

A opção de extrair o cristalino e colocar no seu lugar uma lente intraocular é útil nos doentes com elevadas ametropias numa faixa etária superior a 45/50 anos. Por esta altura o cristalino esta num processo progressivo de perda de transparência que culminara no desenvolvimento pleno da opacificação – catarata. Para além desse fato a perda da capacidade de acomodação, isto é, da forma ampla e flexível com que focamos objetos de perto e a distancia sem dificuldade, começa a ser uma realidade.

Esta instabilidade refrativa faz com que o precipitar da cirurgia do cristalino seja a melhor solução.

 

Requisitos essenciais para um candidato a cirurgia refrativa:

Idade superior a 20 anos

Refracção estável há 12 meses.

 

Consulta de Cirurgia Refrativa

Essencial suspender o uso de lentes de contato: 3 dias antes da consulta (lentes hidrófilas) e 3 semanas antes (lentes semi-rigidas).

  • Diagnóstico e quantificação do erro refrativo
  • Exame oftalmológico completo
  • Estudo tomográfico do segmento anterior e topográfico da córnea
  • Definição da melhor solução cirúrgica personalizada, considerando a anatomia do olho do candidato e as dioptrias.
Doenças relacionadas