Quais são os sintomas de gravidez?

Gravidez
Saúde da mulher
4 mins leitura

Apesar de não serem iguais nem obrigatórios para todas as mulheres, no início da gestação alguns sintomas são frequentes. Conheça dez deles.

Desde a 1.ª semana de gravidez, a mulher pode sentir alterações no seu corpo. Nenhuma gravidez é igual e, portanto, é perfeitamente natural que uma mulher grávida não experiencie todos os seguintes sintomas ou até que não identifique nenhum deles.

Além disto, é igualmente importante notar que vários destes sintomas são comuns aos dias anteriores à menstruação pelo que a forma mais fiável de saber se está grávida é fazer um teste de gravidez.

Os testes de farmácia são fiáveis quando o resultado é positivo, sendo os resultados negativos menos seguros. Se após uma semana de um teste negativo continua com alguns dos sintomas de gravidez - em especial a ausência de menstruação - faça um novo teste ou consulte o médico assistente.



10 sintomas associados à gravidez

Fique a conhecer alguns sintomas que podem estar associados a gravidez.

 

1. Ausência de menstruação

Para as mulheres que têm um ciclo menstrual certo, a ausência de menstruação no mês seguinte é o sintoma mais importante de uma possível gravidez. Passados dez a 14 dias da conceção pode haver, no entanto, um sangramento que pode ser confundido com o período menstrual. Trata-se de um sangramento de menor fluxo e que acontece devido à implantação do óvulo fecundado no útero.

Para as mulheres que têm um ciclo menstrual irregular, a ausência de período não é garantia de uma gravidez.

 

2. Enjoos

A partir das primeiras quatro a seis semanas de gravidez, a mulher pode sentir náuseas e vómitos. Este estado muito frequentemente ocorre de manhã, mas pode acontecer em qualquer momento do dia ou da noite e prolongar-se por várias horas. As mulheres que sofrem de enjoos durante a fase inicial da gravidez, habitualmente melhoram a partir das 13 ou 14 semanas.

 

3. Cansaço

As alterações hormonais, sobretudo a subida abrupta de progesterona, geram um maior cansaço, particularmente nas primeiras 12 semanas de gravidez. Este é um dos sintomas de gravidez mais frequentes: sentir-se sonolenta ao longo do dia é normal.

 

4. Alterações do humor

O cansaço causado pelas alterações hormonais não é apenas físico, mas também emocional. Por isso, as oscilações de humor são naturais. A mulher grávida pode sentir-se mais sensível.

 

5. Aumento do volume mamário

Tal como acontece nos dias que antecedem o período menstrual e nos primeiros dias da menstruação, um dos primeiros sinais de gravidez é o aumento do volume mamário. Logo nas duas primeiras semanas, as glândulas mamárias ficam mais sensíveis e endurecidas. Além disto, as veias superficiais das mamas podem ficar mais visíveis e os mamilos mais escuros. Mais uma vez, este sintoma está relacionado com as oscilações hormonais e vai diminuindo depois das primeiras semanas, conforme o corpo se adapta ao novo estado hormonal.

 

6. Mais vontade de urinar

O aumento de sangue no corpo estimula os rins a trabalhar mais e, portanto, há uma maior vontade de urinar. Para a maioria das mulheres grávidas isto acontece por volta da 6.ª ou 8.ª semana de gestação, ainda que não tenham aumentado a quantidade de líquidos ingeridos ao longo do dia. Ao longo da gravidez, devido ao aumento do volume do útero comprimir a bexiga, também se verifica maior frequência das micções.

 

7. Prisão de ventre

Os elevados níveis de progesterona levam a uma passagem mais lenta dos alimentos pelos intestinos e isto pode resultar em prisão de ventre.

 

8. Cheiros e sabores alterados

Algumas mulheres descrevem uma sensação metálica na boca e, simultaneamente, alguns cheiros e sabores começam a ser percecionados de forma diferente. Com isto, pode surgir a perda de interesse por alguns alimentos ou pratos de que antes se gostava (como gorduras, chá ou café) e aparecem novos desejos. O olfato pode também tornar-se mais apurado.

 

9. Edemas e dores

Como durante o período menstrual, há uma sensação de edemas (inchaço): ventre inchado, pernas inchadas e algumas cólicas ou dores no útero. Pode também surgir desde os primeiros dias de gravidez um corrimento vaginal leitoso que não está associado a comichão ou irritação da vagina, no entanto, consulte o seu médico assistente.

 

10. Congestão nasal

O aumento da produção de sangue pode levar a que as membranas mucosas do nariz inchem e sequem, o que tanto pode levar a um sangramento ocasional, como a corrimento nasal ou a sensação de nariz entupido.

Fontes:

Mayo Clinic, junho de 2022

NHS, junho de 2022

WebMD, junho de 2022

Publicado a 19/08/2022
Doenças