O uso da máscara pode agravar a acne?

COVID-19
Pele, unhas e cabelo
5 mins leitura

Usar máscara durante longos períodos pode favorecer o aparecimento de acne, mas é possível preveni-la sem abdicar da proteção contra a COVID-19. Saiba como.

A acne pode afetar qualquer pessoa, independentemente da idade. Quer apareça na infância, adolescência ou mais tarde, a verdade é que as borbulhas nunca são bem-vindas. Com o uso da máscara, quem sofre de acne poderá ver o seu problema de pele agravado, especialmente quando o seu uso é feito durante longos períodos de tempo. Outro fator que pode favorecer o aparecimento da acne é o stress muitas vezes associado à pandemia.

Deixar de usar máscara não é uma opção, mas conformar-se com a acne também não. Saiba que cuidados pode adotar para manter a sua pele saudável.

 

Porque é que o uso de máscara pode favorecer a acne?

Quando falamos ou respiramos, libertamos ar quente pela boca e pelo nariz. Este fica retido no interior da máscara, favorecendo um ambiente perfeito para o crescimento de diversos microrganismos, como fungos e bactérias. O resultado é um desequilíbrio na nossa flora cutânea que, associado à fricção da máscara na pele, pode favorecer o desenvolvimento de acne, rosácea e dermatite perioral (pequenas borbulhas e pústulas que aparecem em redor do nariz e boca).

 

Maquilhagem, protetor solar e outros cremes: sim ou não?

A aplicação de loções, tratamentos tópicos e protetor solar pode ajudar a acalmar e equilibrar a flora da nossa pele, mas é preciso seguir algumas regras de forma a prevenir o aparecimento de borbulhas.

Para um efeito barreira, que protege a pele da fricção e irritação, aplique um creme hidratante protetor, nunca esquecendo o protetor solar adequado para o seu tipo de pele.

Camadas mais espessas de creme ou de protetor solar podem agravar um episódio de acne. Se este gesto for combinado com o uso de máscara, esse risco é maior.

Quanto à maquilhagem, o melhor é evitar o seu uso sempre que tiver a máscara colocada. Estes produtos podem obstruir os poros da pele e favorecer a acne. Se tiver mesmo de usar, opte por maquilhagem não comedogénica ou sem óleo (normalmente com a designação oil free).

 

Os pelos faciais são um problema?

Os pelos faciais, como a barba e o bigode, podem ser um problema quando associados ao uso da máscara. O ar quente fica preso no interior, assim como a transpiração da pele, favorecendo a acne.

 

Escolher a máscara ideal

Embora os tecidos mais leves e finos possam ser melhores para a nossa pele, não oferecem um adequado nível de proteção contra a COVID-19. Por outro lado, os tecidos mais grossos, com várias camadas, são melhores a filtrar o vírus. Isso não significa que tenha de abdicar do conforto em detrimento da proteção. Procure tecidos suaves e mais flexíveis, que são consequentemente mais confortáveis.

Para reduzir os problemas de pele, a escolha da máscara deve obedecer aos seguintes critérios:

  • Estar justa ao rosto na zona do nariz, laterais e por baixo do pescoço, mas confortável. Este fator, além de essencial para garantir uma boa proteção, ajuda a reduzir os problemas de pele. Se a máscara estiver muito justa ou, por outro lado, escorregar facilmente, pode irritar a pele. Além disso, se a máscara não estiver confortável e ajustada, temos maior tendência para tocar com as mãos no rosto, transferindo micróbios e sujidade para a pele e máscara.
  • Escolher um tecido suave, natural e respirável, como algodão, especialmente na parte interior.
  • Evitar materiais sintéticos, como nylon, poliéster e rayon (seda artificial), que têm maior probabilidade de irritar a pele e desencadear episódios de acne.

 

Lave a máscara com frequência

Trocar frequentemente de máscara pode ajudar a reduzir a irritação da pele, sobretudo depois de transpirar ou fazer exercício físico.

Se utiliza uma máscara reutilizável, lave-a depois de cada utilização com um detergente sem perfume e hipoalergénico, enxaguando-a duas vezes se a lavar à mão, e seque-a na máquina de secar. 

As lavagens removem a oleosidade e células cutâneas que se possam encontrar na máscara, sendo muito importantes no controlo da infeção.

 

Se puder, faça pausas

Quando estiver a usar máscara, faça uma pausa de 15 minutos a cada quatro horas. Contudo, tenha o cuidado de o fazer apenas quando for seguro - por exemplo, no exterior, assegurando a distância mínima de segurança de dois metros, no carro ou em casa - e depois de lavar corretamente as suas mãos.

 

Fale com o seu médico se...

Qualquer episódio de acne que não desapareça, apesar do tratamento feito em casa, é motivo para consultar o seu médico assistente. Ter uma opinião profissional é especialmente importante caso tenha de usar máscara de forma prolongada no seu dia a dia. 

Seguir à risca o tratamento prescrito pelo médico é a melhor forma de evitar o agravamento do seu problema de pele.

Caso esteja a fazer medicação para a acne deve falar com o seu médico assistente, pois o uso prolongado da máscara, pelo seu efeito oclusivo, pode não só agravar a acne, como aumentar os efeitos secundários da medicação. Por isso, poderá ser necessário ajustar a posologia (por exemplo, aplicar de forma mais espaçada) ou alterar a medicação.

 

Atenção: é importante não deixar de usar máscara

Quando se trata de evitar o contágio da COVID-19, o uso da máscara é uma medida de prevenção de primeira linha. Não só nos protegemos a nós próprios como aos outros.

 

Não se esqueça:

Evite espremer borbulhas. Este gesto pode favorecer a inflamação e infeção da pele circundante, assim como originar cicatrizes definitivas e inestéticas.

Doenças