Coronavirus e grávidas: cuidados a adotar

COVID-19
Gravidez
Saúde da mulher
2 mins leitura

Os cuidados exigidos pelo surto de coronavírus devem ser seguidos, de forma rigorosa, por grávidas.

Está grávida e tem medo de ser infetada com COVID-19? Siga os nossos conselhos.

 

1. Perante o surto da COVID-19, que recomendações deixa a uma grávida?

As grávidas devem adotar as mesmas normas de boas práticas de prevenção da infeção do Covid-19, de forma a minimizar a exposição e a transmissão da doença, nomeadamente: quando espirrar ou tossir tapar o nariz e a boca com o braço ou com um lenço de papel que deverá ser colocado imediatamente no lixo; lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou usar uma solução à base de álcool a 70%; evitar contactos próximos com pessoas com infeção respiratória ou que tenham regressado de uma área afetada, e evitar tocar na cara com as mãos. Se tiver tosse, febre ou dificuldade respiratória deve contactar as linhas telefónicas de apoio disponibilizadas para o efeito.


 
2. Se a grávida tiver uma consulta marcada, ou uma ecografia o que deve fazer? 

A vigilância de rotina das grávidas que incluem a ida às consultas, a realização de ecografias, a realização de análises e outros exames de rotina só devem ser adiados se a grávida estiver de quarentena ou em isolamento. Não podemos esquecer que o rastreio do 1º trimestre ou a ecografia morfológica têm períodos próprios para a sua realização. No entanto deve imperar o bom senso devendo cada decisão ser ponderada caso a caso. Por exemplo para evitar deslocações adicionais ao hospital a grávidas podem agendar, por exemplo, a ecografia ou outros exames complementares para o dia da consulta.