4 perguntas e respostas sobre COVID-19 e asma

Alergias
COVID-19
Doenças crónicas
2 mins leitura

Os doentes crónicos, como os asmáticos, são um grupo de risco da infeção por COVID-19. Informe-se aqui acerca dos cuidados específicos que deve ter.

Além das pessoas com idade avançada - 70 anos ou mais - ou com o sistema imunitário comprometido, também quem sofre de doenças crónicas preexistentes, como é o caso da asma, é grupo de risco para a infeção por COVID-19. Isto significa que estes grupos de pessoas correm maior risco de doença grave. Conheça as recomendações que deve adotar se é asmático.

 

1. As pessoas com um diagnóstico de asma são um grupo de risco de infeção por COVID-19?

Sim. A asma é uma doença respiratória crónica na qual existe uma inflamação que é responsável pelos sintomas de:

  • pieira
  • tosse
  • falta de ar
  • cansaço
  • pressão no peito

Os vírus que agridem as vias respiratórias, como é o caso dos coronavírus, podem desencadear ataques graves de asma, em especial se o doente não está controlado. Felizmente, de acordo com os dados que temos acerca desta pandemia, parece que as consequências para os asmáticos e alérgicos em geral não têm sido graves.    

 

2. Existem indicações específicas no que diz respeito ao isolamento social?

Sim. Devem ser seguidas as recomendações amplamente divulgadas e tanto quanto possível as pessoas devem manter-se nas suas habitações, mas ao mesmo tempo garantir que com isso não aumentam a exposição aos alergénios e irritantes aí existentes. É importante ventilar, aspirar e limpar a habitação para diminuir a concentração de alergénios e de poluentes, recordando que é "proibido" fumar em casa, seja por quem for.

 

3. Que cuidados extra devem ter?

O mais importante é manter a sua medicação regular, aquela que lhe permite estar controlado, sem sintomas. Os medicamentos inalados que foram receitados são seguros e importa saber o que fazer se tiver uma crise. E como estamos a iniciar a época polínica muita atenção deve ser dada no controlo dos sintomas de rinite e de conjuntivite alérgica. Mas todos estes cuidados já terão sido recomendados na consulta. No entanto, se tem dúvidas, contacte um especialista.

 

4. Se uma pessoa com diagnóstico de asma tiver sintomas de COVID-19, o que deve fazer?

Manter-se calma, ligar para a linha SNS24 (808 24 24 24), informar que sofre de asma, descrever os seus sintomas e qual a medicação que faz regularmente e o que já fez para alívio. E seguir as recomendações que lhe forem transmitidas.