3 conselhos para comer bem antes de começar a treinar

Alimentação
Desporto
3 mins leitura

Se vai começar a treinar, as suas necessidades nutricionais mudam e, por isso, poderá ter de adaptar a sua dieta, de forma a que seja mais eficaz.

Comprou uns ténis de corrida novos, decidiu investir numa bicicleta super leve para pedalar mais depressa ou talvez tenha optado por pagar de uma só vez a inscrição para 12 meses de ginásio. Mas já pensou na forma como se alimenta antes de iniciar esta nova etapa mais saudável da sua vida?

Todos reconhecemos a importância da alimentação no rendimento desportivo e sabemos que aquilo que comemos influencia a forma como nos sentimos quando praticamos exercício físico. De tal forma que muitos atletas, amadores ou profissionais, definem a alimentação como o "treino invisível".

 

Antes de começar a treinar...

Que cuidados alimentares devemos, então, ter antes de iniciar a prática de exercício físico regular? Deixamos-lhe três conselhos simples para o ajudar a comer melhor antes de iniciar os seus treinos!

 

Conselho #1: Defina um objetivo para o seu treino

Muitas pessoas iniciam a prática de exercício físico sem ter uma ideia concreta do que pretendem. Há quem treine para perder peso, quem treine para se preparar para uma maratona e quem treine apenas porque gosta de praticar determinado desporto. Isto significa que os treinos serão diferentes e as suas necessidades energéticas e de nutrientes também. Por isso mesmo, o primeiro passo é definir o seu treino, tentando responder a quatro perguntas simples:

  • Quantas vezes por semana vou treinar?
  • Qual a intensidade a que vou treinar?
  • Que ritmo ou que tipo de exercícios vou fazer?
  • Qual a duração de cada treino?

 

Conselho #2: Aprenda a comer

Conhecendo o tipo de esforço físico que vai fazer, é mais fácil perceber como se deve alimentar. Aprendeu a ler, a escrever, a usar um computador ou a conduzir... Então, porque não aprende também a comer? Mais do que andar à procura de dietas na internet ou copiar o que o colega do lado faz, deve procurar um acompanhamento especializado e personalizado. Um profissional qualificado e experiente vai definir-lhe um plano alimentar tendo em conta os seguintes aspetos:

  • O seu programa de treino e objetivos, os seus horários e as suas preferências
  • As combinações de alimentos e respetivas quantidades
  • A distribuição de alimentos ao longo do dia e nos momentos em que treina (o que comer antes, durante e depois dos treinos/provas)

 

Conselho #3: Seja realista... e coma com prazer

Estabeleça objetivos realistas, tanto para os seus treinos como para a sua alimentação. Não queira perder peso muito depressa (poderá não estar a perder apenas gordura) nem queira melhorar o seu rendimento de um dia para o outro! Apesar das promessas milagrosas de muitos suplementos alimentares para desportistas ou para emagrecimento, a verdade é que demora sempre algum tempo até conseguir "sincronizar" a sua alimentação com os seus treinos e os objetivos. E, também por isso, é importante que tanto os treinos como as refeições sejam momentos de prazer para si!