Urticária

O que é?
Sintomas
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

Falamos de urticária quando surgem placas ou babas na pele que dão comichão. Podem aparecer em qualquer lugar e ter tamanhos variados. Geralmente cada baba dura menos de 24 horas. No entanto, aparecem novas quando as anteriores desaparecem. Habitualmente não se estende para lá das seis semanas.

A urticária caracteriza-se pelo aparecimento súbito de edema localizado ou disseminado da pele acompanhado por sensação de prurido, queimadura ou picada. O angioedema é um tipo semelhante mas dos ocorre nos tecidos mais profundos sob a pele.

Geralmente surgem babas na pele com prurido. Nos casos graves, a garganta e a via aérea podem inchar, tornando a respiração e a deglutição difíceis. Nessas situações deve-se recorrer rapidamente ao serviço de urgência.

 

Quando suspeitar de urticária:

  • Quando se manifestar na pele o rápido aparecimento de pápulas avermelhadas, e algumas vezes esbranquiçadas na parte central, acompanhadas de comichão (prurido) ou por vezes de sensação de queimadura, desaparecendo por breves segundos após a sua pressão;
  • Quando as lesões regridem num período de 24 horas, espontaneamente ou com tratamento, sem deixar pigmentação residual. No entanto, podem recorrer em locais diferentes e ao longo de um período de tempo variável: até seis semanas (urticária aguda) ou mais do que seis semanas (urticária crónica);
  • Quando as lesões ocorrerem após a ingestão de um alimento ou da toma de um medicamento;
  • Quando aparecem imediatamente após o contacto da pele com uma substância (alimentos, plantas, medicamentos, cosméticos, químicos, produtos animais). A este tipo, chama-se urticária de contacto;
  • Quando são desencadeadas após a exposição da pele a fatores físicos, como: fricção, pressão, frio, calor, forças vibratórias ou luz solar (urticária física);
  • Quando surgem em situações de breve aumento da temperatura corporal (exercício físico, banho quente, stress emocional). Esta é uma urticária colinérgica.

 

 Quando suspeitar de angioedema:

  • Quando se manifestar um inchaço (edema) envolvendo as camadas mais profundas da pele, por vezes associado a dor em vez de comichão (prurido), com envolvimento frequente das mucosas e com resolução mais lenta, comparativamente à urticária.
  • Pode manifestar-se sem haver urticária e ser recorrente, podendo em alguns casos ser hereditário, estar associado a uma doença adquirida ou a certos medicamentos.
  • Alimentos: fruta, leite, ovos, amendoins, avelãs, marisco
  • Picadas de insetos, animais, pólenes, entre outros 
  • Infeções: incluindo gripes, infeções bacterianas e fúngicas
  • Doenças: vasculites, Lúpus, doenças tiroideias
  • Exposição ao sol, ao calor, ao frio ou à água
  • Exercício físico
  • Stress
  • Pressão sobre a pele
  • Contacto com químicos
  • Coçar a pele

As babas podem aparecer minutos após a exposição ou podem surgir após mais de duas horas.

Não existem testes específicos para a urticária. A história clínica caracteriza as circunstâncias do aparecimento das lesões e o exame objetivo avaia o seu aspeto, coloração, distribuição no corpo, tempo de duração e sintomas acompanhantes. Podem ser realizados testes cutâneos para determinar as substâncias à qual o doente é alérgico. Os exames de sangue são frequentemente feitos para descartar uma patologia sistémica.

Nos casos ligeiros e moderados o tratamento mais frequente é um anti histamínico não sedativo. Estes fármacos aliviam os sintomas, nomeadamente a comichão. Algumas terapêuticas incluem cortisona.

Alterações simples no estilo de vida podem ajudar a impedir que a urticária se repita no futuro. Se a pessoa é alérgica e sabe quais as substâncias que podem causar uma reação, deve evitar qualquer exposição a esses fatores. As vacinas para as alergias são outra opção para reduzir o risco de novos surtos.

Fontes:

Cleveland Clinic

Healthline

Doenças relacionadas