Neuroma de Morton

O que é?
Sintomas
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

Define-se por uma tumefação benigna do nervo interdigital (no espaço entre os metatarsos). O seu tratamento é cirúrgico e consiste na neurectomia (excisão do neuroma).

Esta doença pode ser descrita como uma “irritação” e/ou “inchaço” do nervo sensitivo localizado perto das cabeças dos metatarsos, entre dois dedos do pé. O neuroma é mais comum no terceiro espaço intermetatarsiano (entre o 3.° e 4.° metatarsos) e menos habitual ao nível do segundo espaço.

Afeta principalmente mulheres e por vezes surge em ambos os pés. Esta “irritação” pode ser devida a fatores mecânicos externos, tais como bursite, artrite ou artrose metatarso-falângica ou sobrecarga. E é esta a razão pela qual o neuroma de Morton está frequentemente associado com hallux valgus (joanete).

Habitualmente os doentes queixam-se de uma dor plantar intensa, descrita como uma espécie de descarga elétrica entre dois dedos. Caracteristicamente, a dor surge apenas durante a marcha e especialmente quando se usa calçado mais apertado, aliviando quando descalços e com os pés sobre uma superfície fria. Alguns doentes referem também uma dor irradiada para trás, ao longo dos metatarsos. Em alguns casos, sentem formigueiros e adormecimento (parestesias) nos dedos atingidos pelo nervo sensitivo afetado.

associados mecanismos de irritação, pressão ou lesão de um dos nervos que inervam os dedos; o traumatismo recorrente estimula o aparecimento de espessamento do nervo levando ao desenvolvimento do neuroma. Uma alta percentagem de pacientes com neuroma de Morton são mulheres que usam sapatos de salto alto ou estreitos.
As condições e situações que podem causar traumatismo nervoso pelos ossos dos dedos do pé incluem:

  • Sapatos de salto alto
  • Sapatos com uma biqueira pontiaguda ou apertada que comprime os dedos
  • Pés cavum (arqueados)
  • Pés planos ( vulgarmente chamados pés chatos)
  • Joanete
  • Dedo em martelo, uma deformidade numa articulação do segundo, terceiro ou quarto dedo do pé que faz com que ela fique permanentemente fletido
  • Atividades desportivas de alto impacto como corrida, futebol, ténis, karaté e basquetebol
  • lesão ou trauma no pé

O impacto de sapatos de salto alto e sapatos de bico provavelmente explica por que a condição é mais comum em mulheres do que em homens.

Perante uma suspeita clínica, deve-se solicitar uma radiografia do pé e uma ecografia. Se persistirem dúvidas, a ressonância magnética pode confirmar o diagnóstico.

Considerando que na base desta patologia está a “irritação” repetida do nervo, as formas de tratamento baseiam-se na reversão deste mecanismo. A modificação do calçado ou a utilização de palmilhas e ortóteses de descarga devem ser a primeira linha de tratamento. A infiltração com corticoide pode dar alívio sintomático, pelo menos temporário.

Em caso de falência de tratamento conservador, a cirurgia está indicada. O neuroma é inicialmente libertado da fibrose que o envolve, sendo habitualmente removido em seguida. Este procedimento traduz-se no alívio da dor mas também na perda parcial de sensibilidade nos dedos envolvidos. Lesões associadas, como hallux valgus e/ou metatarsalgia (dor plantar, nas cabeças dos metatarsos) podem ser tratadas no mesmo tempo cirúrgico.

  • Não usar sapatos apertados ou de saltos alto por longos períodos
  • Usar sapatos confortáveis que não causem compressão dos dedos
  • Usar calçado desportivo palmilha almofadada para amortecer os dedos  dos pés quando estiver a fazer exercício
Fontes:

Cleveland Clinic

Medical News Today