Melasma

O que é?
Sintomas
Causas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

É o nome dado a manchas castanhas ou castanho-acinzentadas que aparecem habitualmente na face. São mais frequentes nas bochechas, na testa, no nariz, por cima do lábio superior e no queixo. Podem aparecer também noutras zonas que apanham muito sol, como o pescoço ou os antebraços, mas é raro.

O melasma afeta mais as mulheres que os homens. Aparece por vezes durante a gravidez, sendo conhecido vulgarmente por “pano” ou cloasma. As pessoas com pele mais escura têm maior probabilidade de o ter, tais como as que têm um familiar com este tipo de manchas.

Por manchas castanhas que aparecem nas bochechas, na testa, no nariz, por cima do lábio superior e no queixo.

As suas causas ainda não estão esclarecidas. Sabe-se que as células que produzem o pigmento da pele (melanócitos) o fazem em demasia. Os fatores desencadeantes são:

  • Exposição solar (por isso piora no verão)
  • Alterações hormonais (gravidez, contracetivos orais, terapêutica hormonal de substituição)
  • Cosméticos (se irritarem a pele)

Na grande maioria dos casos, o dermatologista faz o diagnóstico diretamente a partir da observação das lesões cutâneas. A realização de uma biópsia cutânea pode justificar-se nos casos em que o diagnóstico não é claro e é necessário diferenciar de outras condições. O exame pode ser complementado com o recurso a um dispositivo de luz de Wood para inspecionar a pele em detalhe.

O melasma pode desaparecer gradualmente sem tratamento quando há um fator desencadeante que cessa, tal como a pílula ou a gravidez. Na maioria dos casos é necessária terapêutica local, que pode incluir:

  • Idroquinona
  • Tretinoína
  • Corticosteroide

Podem ainda efetuar-se procedimentos como peelings químicos ou microdermabrasão.

Com a orientação de um dermatologista muitas pessoas podem melhorar ou mesmo eliminar o melasma. No entanto, podem ser necessários longos meses de tratamento para o conseguir. Depois há que manter os resultados utilizando sempre protetor solar e por vezes tratamento de manutenção.

A melhor maneira de evitar o agravamento do melasma é usar um protetor solar eficaz todo o ano. É necessário um filtro solar que bloqueie não apenas os raios do sol, mas também a luz e o calor. Existem dois tipos principais de protetores solares:

  • Os que usam produtos químicos, como oxibenzona. De evitar pelo risco de desencadear reações alérgicas.
  • Os que usam bloqueadores físicos, como zinco e dióxido de titânio. Estes são preferíveis já que os seus elementos se fundem na pele, oferecendo uma proteção muito elevada.

Além disso, deve-se usar chapéu sempre que se estiver ao ar livre por longos períodos.

Fontes:

Harvard Medical School

Medical News Today