Fluxometria

 

O fluxo urinário é uma das variáveis que pode ser avaliada tanto pela simples observação visual do jato urinário, como pelo seu registo em gráfico.

A fluxometria é um estudo não invasivo que avalia o fluxo urinário (volume de urina que passa pela uretra em uma unidade de tempo) e que é expressa em ml/s. Este exame permite retratar o ato miccional de determinado paciente e avaliar aspetos relacionados com a função da bexiga e uretra, nomeadamente a possibilidade de existência de obstrução ao esvaziamento vesical, de baixa contratilidade da bexiga ou de participação de mecanismos auxiliares à micção, como o uso dos músculos abdominais.

Assim, estes testes permitem analisar globalmente a existência de disfunção miccional.

A maioria destes testes centra-se na capacidade da bexiga reter a urina e de a eliminar de uma forma estável e completa.

 

Vantagens e benefícios

Trata-se de um exame rápido, simples e não invasivo que permite obter informação muito útil sobre o funcionamento do trato urinário.

Os elementos obtidos facilitam o diagnóstico de doenças como a hiperplasia benigna da próstata, a incontinência urinária, lesões neurológicas da bexiga ou obstruções ao fluxo urinário.

 

Metodologia

Na urofluxometria, mede-se a velocidade do fluxo urinário e o volume de urina eliminada.

O equipamento engloba um recipiente que recolhe a urina e um computador que regista os dados.

Durante o exame, o paciente urina em condições de privacidade para um recipiente adequado.

O equipamento cria um gráfico que demonstra as alterações do fluxo em cada segundo, permitindo avaliar o seu pico máximo e o tempo necessário para esse pico ser alcançado. Estes exames são muito simples e não requerem qualquer tipo de anestesia.

É importante interromper antes do exame quaisquer medicamentos que possam influenciar os resultados.

Este exame é mais eficaz se for realizado com a bexiga cheia. Por isso é importante não urinar nas duas horas anteriores ao exame e beber bastantes líquidos.

A micção deve ocorrer de modo espontâneo, ou seja, quando o paciente sentir o desejo normal para urinar.

 

Indicações

A urofluxometria é um exame importante na avaliação inicial da disfunção miccional, sendo normalmente um dos primeiros exames tidos em consideração quando se avaliam os sintomas obstrutivos do trato urinário inferior no homem.

As indicações mais comuns para este exame são o enfraquecimento do jato urinário, o aumento da frequência das micções diurnas e noturnas, a sensação súbita e urgente de urinar, dificuldade no início das micções, dificuldade no esvaziamento completo da bexiga, infeções urinárias repetidas.

 

Cuidados a ter

Trata-se de um exame não invasivo sem qualquer tipo de risco.