Sono: o que muda com o envelhecimento

+65
Prevenção e bem-estar
1 min leitura

As alterações nos padrões do sono, com maior dificuldade em adormecer e um sono interrompido, são normais do envelhecimento. Mas não são inevitáveis.

Quando dormimos, o nosso sono não é sempre igual, oscilando entre fases mais superficiais e outras mais profundas. O que acontece após os 50/60 anos é que as pessoas tendem a passar mais tempo nas fases superficiais do que nas profundas, demoram mais tempo a adormecer e têm um sono mais fragmentado. Estas alterações podem traduzir-se em problemas de sono e menos qualidade de vida.

Felizmente, há várias estratégias que pode adotar para dormir melhor, que passam desde uma maior exposição a luz natural a evitar bebidas estimulantes durante a tarde e a noite.

Infografia sobre o que muda no sono com o envelhecimento