Os miomas uterinos podem dificultar a gravidez?

Gravidez
Saúde da mulher
2 mins leitura

Sim, podem, mas nem sempre. Existem vários tipos de miomas uterinos e nem todos influenciam a capacidade da mulher engravidar.

O mioma uterino - também designado por leiomioma ou fibromioma - é um tumor benigno que cresce no tecido do útero. 

Em Portugal, os miomas uterinos afetam entre 30 a 60% da população feminina em geral; nas mulheres em idade reprodutiva, este valor situa-se entre 20 a 40%. Apesar desta elevada incidência, é frequente um mioma passar totalmente despercebido por ser assintomático.

Apenas em cerca de 30% das mulheres com miomas ocorrem sintomas, que podem variar entre dor e hemorragias uterinas anormais, menstruações muito abundantes e prolongadas, podendo causar anemia.

O tipo, tamanho (que pode variar entre o tamanho de um feijão e de uma meloa) e a localização do mioma podem influenciar os sintomas: 

  • Miomas intramurais - são os mais comuns, crescem na parede do útero
  • Miomas subserosos - miomas que crescem na parede exterior do útero
  • Miomas submucosos - miomas que se localizam na camada de revestimento interna do útero, o endométrio, e tendem a provocar perdas de sangue maiores; podem ser causa de dificuldade em engravidar.

 

Os miomas podem interferir com a gravidez?

Sim, mas as mulheres com um (ou mais) miomas podem engravidar. A existência de um mioma pode interferir com a mobilidade das trompas de Falópio, a implantação dos óvulos fertilizados no útero, causando dificuldade em engravidar ou em ter uma gravidez de termo. Habitualmente, causam infertilidade temporária que se resolve removendo o mioma, o que permite que o útero fique em condições de engravidar.

 

Os miomas podem influenciar o parto?

Quando a gravidez acontece após a remoção de um mioma uterino pode ser necessário recorrer a uma cesariana. Mulheres que engravidam na presença de miomas podem ter gravidez de termo sem complicações mas, em casos de miomas volumosos, pode verificar-se risco de descolamento da placenta e de parto prematuro.

 

Miomas uterinos é o mesmo que endometriose?

Não. Ter um (ou mais) miomas não é a mesma coisa que sofrer de endometriose. Apesar de ambos os diagnósticos poderem estar associados a dor forte (nomeadamente durante o período menstrual) e a dificuldade em engravidar, a endometriose é uma patologia diferente, que se caracteriza pelo crescimento fora do útero de aglomerados de tecido endometrial - tecido de revestimento interno do útero - em órgãos como os ovários, as trompas de Falópio e outros tecidos da região abdominal.