Já ouviu falar de fimose?

Bebés e crianças
3 mins leitura

Frequente nos recém-nascidos, a fimose (resultante de aderências entre a pele do prepúcio e a glande do pénis) quase sempre se resolve espontaneamente.

O termo fimose significa incapacidade de fazer retração do prepúcio (porção distal de pele do pénis) sobre a glande (extremidade do pénis), devido a aperto do orifício do prepúcio.

A fimose fisiológica ocorre naturalmente em quase todos os recém-nascidos e resulta de aderências naturais entre a pele do prepúcio e a glande, que têm tendência para desaparecer espontaneamente com o crescimento.

Quando começa a separação entre a glande e o prepúcio pode ser visível uma substância branca amarelada espessa chamada esmegma (por vezes, formando pequenas "pérolas" visíveis sob a pele), que não significa presença de infecção; trata-se apenas da descamação das células, que é normal. Por vezes, este processo de separação dá-se de forma desigual, de tal forma que parte de prepúcio se torna retrátil, mas mantendo ainda alguma aderência residual à glande.

 

É um problema que se resolve sozinho

Trata-se de uma situação que se resolve espontaneamente. Por vezes, durante este processo, podem verificar-se queixas transitórias de dor ou ardor ao urinar.

Cerca de 10% dos rapazes mantém esta fimose até aos três anos de idade e uma percentagem ainda maior apenas consegue fazer retração parcial do prepúcio nesta idade.

Após deixarem a fralda, os rapazes devem aprender a fazer retração do prepúcio quando urinam e durante o banho, para adequada lavagem, nunca deixando de repor o prepúcio na posição normal.

Aos 15 anos, cerca de 99% dos rapazes consegue fazer a retração completa do prepúcio sem dificuldade.

 

Quando é que há motivos de preocupação

Pelo contrário, fimose patológica refere-se a uma situação de fimose que se mantém até ou após a puberdade ou que surge após um período inicial em que a retração se conseguia fazer (geralmente, como resultado de cicatrização após episódios de inflamação - balanites - ou de traumatismo, como lacerações por retração forçada do prepúcio). Por este motivo, nunca se deve forçar a retração do prepúcio, já que esta manobra pode ser dolorosa e provocar pequenas hemorragias, levando à formação de cicatrizes e aderências.

 

Sintomas da fimose

Em termos de sintomas, os doentes que têm fimose apresentam abaulamento do prepúcio ("balão") quando urinam, incapacidade de retrair o prepúcio completamente que se mantem além dos três anos de idade (nalguns casos, até mais tarde) e inflamações frequentes da glande e prepúcio (balano-postites).

 

Tratamento da fimose

O tratamento da fimose depende da gravidade do caso mas, muitas vezes, pode ser corrigida com aplicação local de cremes com corticoides, embora em alguns casos seja mesmo necessária correção cirúrgica.

 

E o que é a parafimose?

É definida como uma situação em que o prepúcio fica retido para trás da glande (sulco coronal). Se não corrigida rapidamente (manipulação do prepúcio para posição normal) pode verificar-se edema importante e isquemia da glande. Habitualmente, os doentes apresentam aumento de volume da extremidade distal do pénis, que pode ter uma coloração avermelhada ou azulada escura, dor e incapacidade de voltar a manipular o prepúcio até à posição normal. Nestas situações, deve ser procurada assistência médica o mais brevemente possível.

Doenças