Como prevenir a diabetes gestacional

Gravidez
Saúde da mulher
3 mins leitura

Embora seja, à partida, passageira, aprender a prevenir a diabetes gestacional é fundamental, pois pode ter consequências na saúde do bebé e da mãe.

Durante a gravidez, é possível que surja na mulher a diabetes gestacional. Geralmente, esta doença desaparece quando a gravidez termina, mas pode ter diversas consequências na saúde da mulher e do seu bebé. Entre os quais, risco de hipertensão ou uma maior probabilidade de cesariana, pois é também mais provável que o bebé nasça com um peso acima da média (feto macrossómico).

Contudo, ao contrário da diabetes não gestacional (que pode apresentar maior taxa de malformações - quatro vezes superior ao normal - se a grávida não tiver a sua diabetes controlada no início da gravidez), este tipo de diabetes não é causa de malformações fetais.

Para assegurar o bem-estar da mulher e do seu filho, há várias estratégias que poderão ajudar a evitar um diagnóstico de diabetes gestacional.

 

Quais são os fatores de risco para a diabetes gestacional?

  • Não controláveis

A idade e ter antecedentes familiares de diabetes são fatores de risco que não se podem evitar.

  • Controláveis

A prevenção da diabetes gestacional assenta no controlo do peso da grávida, com o objetivo de manter um peso adequado através de uma alimentação equilibrada.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é realizado através de análises específicas (prova de sobrecarga de açúcar) no segundo e terceiro trimestres da gravidez. Se a grávida tiver fatores de risco, a análise é feita logo no primeiro trimestre.

Quando termina a gravidez, após 6-8 semanas, é feita uma nova análise de diagnóstico com o objetivo de apurar se a diabetes desapareceu, como é esperado. As mulheres com diabetes gestacional têm maior probabilidade de mais tarde virem a ter diabetes do adulto. 

 

Que cuidados de vigilância é que a diabetes gestacional requer?

É importante que sejam tomadas medidas de precaução para evitar complicações para que a diabetes não permaneça no organismo finda a gravidez. Estas medidas envolvem uma readaptação da dieta através de um plano alimentar específico indicado pelo médico e prática de exercício físico.

 

Para prevenir a diabetes gestacional…

1. Coma com frequência

As refeições devem ser fracionadas (um total de cerca de seis refeições por dia), com intervalos não superiores a três horas – o que permite manter os níveis de açúcar no sangue estáveis. A ingestão diária de açúcar não deve exceder os 20 g.

 

2. Evite alimentos muito doces

O plano alimentar visa prevenir/eliminar o excesso de açúcar no sangue. Isto implica evitar alimentos ricos em açúcar como:

  • bolos
  • chocolates
  • refrigerantes
  • entre outros

E reduzir a ingestão de:

  • pão
  • massa
  • batata
  • arroz

 

3. Esteja atenta aos níveis de glicemia

A grávida deve medir a glicemia depois de cada refeição, o que permite avaliar se o plano alimentar está a ser eficaz para diminuir os níveis de açúcar no sangue ou se é necessário recorrer à administração de insulina. Este controlo diário da glicemia é feito sempre nas mulheres com diabetes a fazerem insulina.

 

Se a mãe é diabética…

É importante a grávida com diabetes ter um valor de Hb A1C controlado na preconceção, pois este valor avalia o controlo da glicemia (açúcar no sangue nas seis semanas precedentes).

Doenças