Efeitos do tratamento do cancro na pele e unhas

Cancro
Pele, unhas e cabelo
4 mins leitura

Nem todos os doentes são afetados da mesma forma, mas o tratamento do cancro pode ter efeitos colaterais a nível da pele e unhas. Saiba como atuar nesses casos.

Todos os medicamentos podem ter efeitos secundários e os que são utilizados no tratamento do cancro não são exceção. Alguns desses efeitos colaterais podem afetar especificamente a pele e as unhas dos doentes oncológicos. Contudo, não é possível prever com antecedência quem sofrerá desses efeitos, pois os fármacos ou a radioterapia podem afetar as pessoas de maneiras diferentes, dependendo de fatores como:

  • Fármaco ou radiação ou a combinação de fármacos do tratamento
  • Dose
  • Como o doente reage ao tratamento
  • Como o doente reagiu ao tratamento medicamentoso no passado

 

Como é que o tratamento do cancro afeta a pele

Os problemas de pele ocorrem principalmente com medicamentos de quimioterapia ou medicamentos de terapia biológica. Dentro destes últimos, os chamados inibidores de tirosina quinase (TKIs) e inibidores do recetor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) podem, por vezes, causar erupções cutâneas graves.

As terapias hormonais podem causar erupções cutâneas e comichão (prurido) em algumas pessoas, mas são sintomas geralmente leves. Muito raramente, os bisfosfonatos causam problemas de pele, que podem incluir:

  • Secura
  • Descoloração ou possivelmente escurecimento (pode ser irregular)
  • Maior sensibilidade à luz solar
  • Vermelhidão e dor nas mãos e pés (síndrome mão-pé)
  • Vermelhidão e comichão (prurido) em todo o corpo, que pode ser grave em alguns tipos de terapia biológica
  • Dor, vermelhidão, calor, secura e comichão em áreas previamente tratadas com radioterapia

 

Já ouviu falar de síndrome mão-pé?

Alguns medicamentos de quimioterapia e de terapia biológica podem afetar a pele das palmas das mãos e das solas dos pés. Este problema pode ser chamado de síndrome mão-pé ou síndrome plantar-palmar.

Além disso, a pele destas zonas pode ficar dorida, vermelha, escurecer e descamar e o doente poderá sentir formigueiro, dormência, dor e secura. Informe o seu médico assistente se isso acontecer.

Há gestos do dia a dia que podem ajudar, como:

  • Tomar os medicamentos tal como prescritos pelo médico
  • Manter a pele bem hidratada com cremes indicados pelo seu enfermeiro
  • Manter as mãos e os pés frescos
  • Evitar água muito quente
  • Evitar luvas ou meias apertadas, de preferência de algodão

 

Como é que o tratamento do cancro afeta as unhas

Alguns medicamentos podem também afetar as suas unhas. Os principais efeitos registados são:

  • Unhas quebradiças e secas
  • Unhas que crescem mais devagar
  • Desenvolvimento de sulcos
  • Linhas brancas ou escuras sobre as unhas

 

Existem também medicamentos de quimioterapia e medicamentos de terapia biológica que podem tornar as unhas mais escuras ou soltas, podendo, por vezes, até cair. Outros medicamentos, como terapias hormonais e bifosfonatos, também podem causar algumas dessas alterações nas unhas.

 

Para cuidar da sua pele e unhas

Há cuidados que pode adotar com a sua pele e unhas durante o tratamento do cancro. Deixamos alguns conselhos, mas verifique sempre com a sua equipa de cuidados o que pode fazer para proteger a sua pele e unhas:

  • Ingira água: a melhor hidratação da pele é de dentro para fora
  • Informe a equipa de cuidados médicos se tiver erupções cutâneas ou comichão
  • Evite nadar se tiver uma erupção cutânea: a água que contém cloro pode agravá-las
  • Se a pele ficar seca ou com prurido, a hidratação com um creme hidratante não perfumado pode ajudar
  • Não use creme em áreas que estejam a ser tratadas com radioterapia sem consultar a sua equipa de médica
  • Use um protetor solar de alto fator se estiver sol e aplique-o na cabeça se tiver perdido cabelo. A melhor proteção é o método barreira: vestuário e não se expor ao sol
  • Utilize óleos para unhas ou cremes hidratantes se as unhas estiverem descamadas
  • Não se preocupe com as marcas nas unhas, pois as unhas ao crescer renovam as marcas
  • Cubra as unhas marcadas com verniz, se preferir, mas evite os de secagem rápida, pois podem torná-las ainda mais secas