Análises ao sangue: o jejum é obrigatório?

Prevenção e bem-estar
4 mins leitura

Há casos em que pode ingerir alimentos antes de fazer análises ao sangue. A grande vantagem é que, assim, pode fazê-las logo após a sua consulta.

A necessidade de estar em jejum, ou não, depende do tipo de análises ao sangue que vai realizar e deverá ser o seu médico assistente a indicar-lhe quais os cuidados prévios, necessários para a realização de cada tipo de análise.

Enquanto nalguns casos pode comer e beber normalmente, noutros tem mesmo de fazer jejum e, possivelmente, não fumar durante o período de horas que lhe for indicado. Saiba quais os cuidados que deve ter casos as suas análises impliquem um jejum prévio.

 

Quais as análises que não precisam de jejum?

Nem sempre tem que estar em jejum antes de realizar análises. Na verdade, o jejum apenas é necessário para um pequeno número de testes - na maior parte dos casos pode comer normalmente. Isto aplica-se, por exemplo, a análises da função renal, dos rins, do fígado (por exemplo, à Gama-Glutamil-Transpeptisade), da função da tiroide e a análises de coagulação (INR e plaquetas, por exemplo), cujos resultados não são afetados pelo jejum.

Nestes casos pode fazer a colheita de sangue logo após a consulta, não sendo necessário que se desloque novamente até ao hospital ou clínica para esse efeito.

Ainda na consulta, fale com o seu médico assistente e saiba se é o seu caso ou se, pelo contrário, tem de fazer algum tipo de preparação.

 

Quando é que o jejum é obrigatório

Por outro lado, há casos em que não pode ingerir alimentos e bebidas (à exceção de água) antes da colheita de uma amostra de sangue. Alguns dos exemplos mais comuns incluem:

  • Glicose (ou açúcar no sangue), usado por exemplo para verificar a presença de diabetes (quando estes níveis estão muito elevados). Deve estar em jejum 8 a 10 horas antes da colheita para assegurar que os valores de glicose são fidedignos.
  • Ferro, usado para diagnosticar problemas de saúde como a anemia. Este teste requer jejum de 12 horas, pois este elemento está presente em vários alimentos e é rapidamente absorvido pelo sangue.
  • Colesterol, a gordura presente no sangue. Este teste, também conhecido por perfil lipídico, mede os níveis de colesterol HDL (o bom) e LDL (o mau) e de triglicéridos. Estes valores são mais altos após a ingestão de alimentos, pelo que não deve comer 9 a 12 horas antes da colheita de sangue. Contudo, novas indicações têm sugerido que o jejum não é necessário para todos os tipos de testes ao colesterol e triglicéridos. Fale com o seu médico para saber qual é o seu caso.
  • Função renal, para verificar se os rins estão a funcionar corretamente e normalmente requer um jejum de 8 a 12 horas.
  • Vitamina B12, em que o jejum deve ser de 6 a 8 horas.

 

Para que serve o jejum?

Quando as pessoas ingerem alimentos ou bebidas, estes são digeridos no estômago e absorvidos pela corrente sanguínea, influenciando os níveis de determinadas substâncias presentes no nosso sangue, incluindo:

  • Açúcar
  • Minerais, como o ferro
  • Colesterol e outras gorduras
  • Algumas enzimas

Para que seja possível fazer um correto diagnóstico de problemas de saúde como diabetes, anemia, colesterol elevado e doença hepática é importante que estes valores não estejam alterados pelos alimentos, líquidos ou sólidos, que ingeriu. É por isso que nestes casos o jejum é obrigatório e essencial para a obtenção de resultados fidedignos.

 

Os cuidados que deve ter

  1. Independentemente de ter de cumprir jejum de 8, 12 ou 24 horas, planeie as suas refeições de modo a que consiga cumpri-lo. Por exemplo, se tem de fazer um jejum de 12 horas e a colheita de sangue é às 9 da manhã não deve comer nada após as 21 horas da noite anterior.
  2. Beba água. Sim, mesmo quando tem de fazer jejum, pode e deve manter-se hidratado, pois a água não interfere nos resultados das análises.
  3. Não ingira álcool e café, pois podem afetar os resultados.
  4. Não fume caso tenha a indicação de que deve jejuar antes da colheita.
  5. Evite mastigar pastilha, ainda que seja sem açúcar, pois pode acelerar a digestão.
  6. Durante o período de jejum, não pratique exercício físico.