Diagnóstico do cancro

Rapidez e precisão para um tratamento personalizado

A doença oncológica é uma patologia complexa, cujo prognóstico depende intrinsecamente da fase em que a mesma é diagnosticada. Quanto mais cedo for detetada a doença, maior a probabilidade de a mesma ser tratada e com menor impacto para o doente. As principais especilidades médicas envolvidas no diagnóstico são a Imagiologia, a Anatomia Patológica e a Medicina Nuclear.

 

Na CUF Oncologia trabalhamos com equipas experientes e especializadas em diagnóstico de cancro. 

Tal como os oncologistas, também os imagiologistas e os anatomopatologistas são subespecializados nos diferentes tipos de cancro. Este facto é importante porque é a experiência e a alta especialização que permitem obter diagnósticos cada vez mais rápidos e precisos, essenciais a um tratamento mais personalizado.

Especialidades envolvidas no diagnóstico

A maioria das especialidades médicas e cirúrgicas podem realizar um diagnóstico, apoiadas pela Imagiologia, pela Anatomia Patológica e pela Medicina Nuclear.

Existem ainda especialidades que desenvolveram os seus métodos e técnicas diagnósticas, tais como:

  • Dermatologia
  • Gastroenterologia
  • Ginecologia
  • Otorrinolaringologia
  • Pneumologia
  • Urologia
Áreas de especialização

As especialidades envolvidas no diagnóstico são complementares.
Juntas permitem caracterizar com precisão o seu tipo de cancro.

O papel da Anatomia Patológica

Só ao microscópio é possível confirmar a presença de cancro. Conheça o maior laboratório de Anatomia Patológica do país.

O papel da imagem no diagnóstico

Os exames por imagem são essenciais para se conhecer o tamanho, volume e posicionamento do tumor. Conheça os principais exames.

Precisa de ajuda?
Fale connosco

Contacte um dos nossos Gestores Oncológicos para o guiar e acompanhar desde o primeiro momento. Se preferir pode agendar uma consulta através da nossa linha gratuita.