Unidade de Tumores da Hipófise

Os tumores hipofisários e os tumores da região selar e para-selar são tumores relativamente frequentes na população geral. Apenas uma percentagem destes tumores são sintomáticos: pelo aumento da produção hormonal, pelo efeito de massa sobre as estruturas adjacentes e pela diminuição da função hipofisária.  A sua pronta identificação permite melhorar os cuidados a estes doentes e evitar complicações secundárias. 

A Unidade de Tumores da Hipófise do Hospital CUF Descobertas é uma Unidade dedicada aos tumores da hipófise (adenomas, craniofaringiomas, quistos da bolsa de Rathke, etc) e também à Cirurgia Endoscópica da Base do Crânio abrangendo a área da sela turca, região para-selar e base do crânio, permitindo o tratamento de outras lesões como meningiomas, cordomas e metástases. 

A Unidade é constituída por um grupo de profissionais de várias especialidades dedicados   e especializados neste tipo de lesões. Inclui as áreas de Neurocirurgia, Endocrinologia, Neuroftalmologia, Neurorradiologia, Anatomia Patológica e Otorrinolaringologia, mas também com a colaboração, dependendo dos casos, de Oncologia e Radioterapia/Radiocirurgia. 

A Unidade tem à sua disposição todos os recursos necessários para a abordagem destas patologias: desde a Patologia Clínica e da Anatomia Patológica para o diagnóstico de adenomas secretores (Prolactinomas, Corticotrofinomas - Doença de Cushing, Somatotrofinomas - Acromegalia/Gigantismo), aos exames imagiológicos para o diagnóstico e para a preparação pré-operatória; e aos exames oftalmológicos mais completos. Tem ainda equipamento cirúrgico avançado de endoscopia, microcirurgia e  neuronavegação e, finalmente, equipas de Cuidados Intensivos e de Cuidados de Enfermaria dedicados e experientes.

Os doentes, adultos ou crianças, são referenciados e discutidos em reunião multidisciplinar para estabelecer os diagnósticos e o plano terapêutico mais adequados para cada um dos casos. 

A Unidade de Tumores Hipofisários também permite o acesso a segundas opiniões a doentes do território nacional ou internacional, quer de forma presencial quer por teleconsulta.