5 dúvidas-base sobre desporto

Desporto
3 mins leitura

Encontre aqui as respostas acerca dos benefícios e cuidados a ter quando se quer iniciar na prática de desporto.

1. Porque é que a prática desportiva faz tão bem?

A prática regular de atividade física aumenta a esperança média de vida e diminui o risco de várias doenças como o acidente vascular cerebral (AVC), doença coronária, hipertensão arterial, obesidade, diabetes mellitus tipo 2, cancro do cólon e da mama, depressão, demência e osteoporose.

 

2. Quais os benefícios do exercício aeróbio e do treino de força?

O exercício aeróbio permite melhorar a capacidade cardíaca e respiratória. Já o treino de força melhora a capacidade de contração dos músculos e de utilizar reservas energéticas. Os depósitos de energia do nosso corpo ("gordura") são especialmente utilizados quando praticamos desporto, ajudando, por isso, a controlar o nosso peso.

 

3. A prática desportiva é boa para a saúde mental?

Além dos benefícios físicos, a prática desportiva permite diminuir sintomas de ansiedade e depressão, melhorando a sensação de vitalidade, a memória, a qualidade do sono, o humor e a autoestima. A prática desportiva é também uma oportunidade única de socialização e de desenvolvimento de novas competências.

 

4. Que cuidados devemos ter na escolha da modalidade?

Se desejar iniciar uma atividade desportiva de intensidade vigorosa deverá fazer primeiro uma avaliação médica. Se tem alguma doença crónica deverá aconselhar-se junto do seu médico assistente para saber qual será a modalidade e intensidade mais indicada. No caso de ter alguma patologia a nível das articulações, sobretudo as de carga, poderá ser útil realizar atividades de menor impacto, nomeadamente em meio aquático. Em linhas gerais, deverá escolher uma modalidade que seja do seu gosto e não que lhe seja imposta, já que isso aumentará a probabilidade de manter essa prática de forma regular.

 

5. Que hábitos devem complementar a prática regular de desporto?

  • Ter uma alimentação equilibrada, evitando o consumo exagerado de gorduras (em particular das hidrogenadas) e hidratos de carbono de absorção rápida (índice glicémico elevado);
  • Deve preferir cereais integrais, consumir abundantemente vegetais e frutas e preferir fontes de proteína com baixa gordura (leite e derivados "magros", peixe, carne "branca");
  • A alimentação adequada às necessidades energéticas de cada um e a prática regular de exercício permitem manter um peso saudável;
  • Adicionalmente, deve-se também evitar o consumo de tabaco, álcool em excesso e suplementos nutricionais ou desportivos, exceto se recomendados por um profissional de saúde, como um nutricionista ou médico.