Os hidratos de carbono são bons ou maus?

Alimentação
3 mins leitura

São muitas as dietas que os tomam por “maus da fita”, mas fique a saber que os hidratos de carbono são indispensáveis ao funcionamento do nosso corpo.

Os hidratos de carbono são imprescindíveis ao bom funcionamento do nosso organismo e constituem a nossa principal fonte de energia diária- seja para respirar ou para fazer uma corrida. Os hidratos de carbono devem fazer parte de uma dieta saudável e equilibrada.

No entanto, nem todos os hidratos de carbono são iguais- conheça-os em detalhe para fazer boas escolhas!

 

O que são os hidratos de carbono

Os hidratos de carbono são um macronutriente (tal como as gorduras e as proteínas) que podemos encontrar nos alimentos sob a forma de três tipos principais: o açúcar simples (frequentemente adicionado a alimentos e bebidas, como bolachas, chocolates, cereais de pequeno-almoço,refrigerantes); o amido (presente em alimentos de origem vegetal, como pão, arroz, batatas e massa, que promovem uma libertação lenta de energia ao longo do dia); e a fibra (que podemos encontrar em fruta e legumes com casca, pão e massa integrais e leguminosas).

Numa dieta saudável é importante reduzir a quantidade de hidratos de carbono que ingerimos sob a forma de açúcares simples optando pelos alimentos com maior conteúdo de amido e de fibras.

 

Hidratos de carbono simples 

São rapidamente absorvidos e digeridos pelo organismo e, por esse motivo, dão-nos pouca sensação de saciedade. Dentro deste grupo de hidratos de carbono, os alimentos refinados (açúcar) são a pior opção, uma vez que fornecem ao nosso organismo as chamadas "calorias vazias", pois apresentam falta de vitaminas, minerais e fibras. O açúcar, os bolos e os refrigerantes constituem alguns exemplos de hidratos de carbono simples.

 

Hidratos de carbono complexos 

Dentro deste macronutriente, são a opção mais saudável que pode fazer. Isto porque os hidratos de carbono complexos são absorvidos e digeridos lentamente pelo nosso organismo, fazendo-nos sentir saciados mais rapidamente. Os cereais, a batata, o arroz, a massa e as leguminosas secas (por exemplo, feijão, grão, lentilhas) são algumas das várias fontes de hidratos de carbono complexos por que pode optar.

 

Inclua-os logo ao pequeno-almoço 

Quando acordamos, as nossas necessidades energéticas são maiores devido ao jejum noturno, pelo que o pequeno-almoço deve ser rico em hidratos de carbono complexos. 

Ao longo do resto do dia dia, deve distribuí-los, de forma moderada, pelas restantes refeições.

À noite, a produção de energia é menos prioritária para o organismo e, se consumir hidratos de carbono em exagero, estes irão ser convertidos em gordura.