Dieta vegetariana

O que é?
Prevenção
Recomendações
Fontes Alimentares

A dieta vegetariana ou alimentação vegetariana refere-se a um consumo alimentar que utiliza predominantemente produtos de origem vegetal. Existem vários tipos de dietas vegetarianas, nas quais a carne e o peixe são sempre excluídos, mas que, em alguns regimes, podem incluir ovos e/ou laticínios.

É um regime alimentar que tem sido adotado de forma crescente nos últimos anos, por motivos filosóficos, religiosos e culturais. Estima-se que existam 30,000 vegetarianos em Portugal.

 As várias modalidades de alimentação vegetariana podem ser nutricionalmente equilibradas, contemplando os aportes essenciais em proteínas, lípidos, hidratos de carbono e oligoelementos. Para tal, a sua implementação em lactentes e crianças deve sempre ser acompanhada pelo pediatra assistente e uma equipa de nutrição pediátrica, de forma a garantir este equilíbrio e a adaptação do regime alimentar a cada caso. Deve sempre ser suplementada com Vitamina B12 pois esta é proveniente em exclusivo de produtos de origem animal, e é componente essencial para o normal crescimento e desenvolvimento da criança.

 

A dieta vegetariana deve ser complementada com Vitamina B12 pois esta só é encontrada em alimentos de origem animal. A sua falta pode provocar anemia e danos neurológicos graves no seu bebé. Se forem sugeridos outro tipo de suplementos pelo seu médico será porque considera essenciais para o seu bebé e para o seu adequado crescimento e desenvolvimento.

Não devem ser oferecidos alimentos de difícil digestão: fritos, mel, conservas ou fumados e alimentos que apresentem risco de asfixia (frutos secos e frutos de caroço).

A comida preparada em casa pode ser conservada no frigorífico até 2 dias ou congelada.

Não devem ser adicionados sal, açúcar ou especiarias até aos 12 meses.

A comida sólida deve ser oferecida à colher e nunca no biberão.

Deve ser respeitada a dose máxima de fibras diária (0,5 g/kg/dia) porque esta pode limitar a ingestão e absorção adequada de nutrientes.

A dieta vegetariana deve ser idealmente acompanhada pelo seu médico assistente e por uma equipa de Nutrição.

 

Recomendações 1º Ano de Vida:

  • 0-6 meses

Leite Materno

O leite materno é o alimento mais completo para o seu bebé, e pode ser mantido em exclusivo até aos 6 meses de vida.

 Suplementos

As mães vegan, ovolactovegetarianas ou lactovegetarianas a amamentar devem fazer suplemento de Vitamina B12 (0,4 mg/dia) e assegurar uma alimentação rica em Zinco, DHA e Ferro.

O lactente deve ser suplementado com Vitamina B12 (0,4 mg/dia até aos 6 meses) e Vitamina D (1 gota/dia até aos 12 meses).

A suplementação do lactente em Ferro só é necessária caso a mãe não assegure uma dieta rica em Ferro.

Fórmula para lactentes

No caso de não ser possível manter o aleitamento materno, este poderá ser assegurado com uma fórmula para lactentes ou fórmula para lactentes com proteína de soja, não sendo necessária suplementação com Vitamina B12 neste caso. Os leites comerciais de soja, amêndoa, arroz, ..., não são recomendados até aos 24 meses.

 A introdução de novos alimentos nunca deve ser feita antes dos 4 meses e idealmente o mais próximo possível dos 6 meses.

  •  4-6 meses

Sopa de Legumes

Escolher 4 de 5 destes legumes para fazer a base da sopa: batata, cebola, alho francês, cenoura ou abóbora, alho, alface, couve branca, brócolos ou courgette. Coza os legumes da base em pouca água, triture a puré e adicione uma colher de café de azeite em cru (aproximadamente 15g no final da cozedura e em cada dose de sopa). Não adicione sal e dê à colher com uma colher adaptada à idade da criança.

Introduzir um legume de cada vez no puré de legumes, com um intervalo mínimo de 3 dias entre novos alimentos.

Não deve introduzir nabo, nabiça, beterraba, aipo, espinafres antes dos 12 meses.

Nº refeições: 5-6 (1 sopa ao almoço, restante leite)

 Oferecer água em pequenas quantidades várias vezes ao dia.

 Papa

Duas semanas após o início da sopa, introduzir uma papa láctea (preparar com água) ou não láctea (preparar com o leite do bebé), SEM GLÚTEN, fortificada em Ferro e de preferência de sabores simples (começar por papa de arroz).

Nº refeições: 5-6 (1 sopa ao almoço, 1 papa ao lanche e restante leite)

 Fruta

Crua ou cozida e triturada em puré: maçã, pera ou banana. Deve ser sempre oferecida a seguir à sopa como sobremesa e nunca como refeição isolada. Não adicionar açúcar.

  •  6-7 meses

Papa com glúten

Introduzir papa não láctea / láctea com glúten. A Vitamina B12 passa a 0,5 mg/dia.

Nº refeições: 5-6 (1 sopa ao almoço e 1 sopa ao jantar, 1 papa com glúten ao lanche e restante leite)

  • 7-8 meses

Alimentos ricos em proteína

Puré de tofu (bem cozido) - 2 colheres de sopa misturados na sopa de legumes.

Leguminosas: feijão frade, feijão branco, lentilhas e ervilhas, bem cozidos, reduzidos a puré e SEM CASCA.

 Frutas ricas em Vitamina C

Devem ser oferecidas juntamente com sopas que contenham alimentos ricos em proteína pois ajudam a absorver o Ferro: melão, manga, mamão, papaia, pêra abacate.

Não deve oferecer limão, laranja, kiwi, morango antes dos 12 meses de vida.

Nº refeições: 5-6 (1 sopa ao almoço com proteína e 1 sopa ao jantar com proteína seguidas de fruta, 1 papa com glúten ao lanche e restante leite)

  •  9-11 meses

Iogurte

Ovolactovegetarianos e lactovegetarianos: 150 ml por dia, natural e sem aromas. Pode adicionar-se fruta fresca.

 Gema de Ovo

Ovolactovegetarianos: meia gema cozida por refeição, por semana, durante 3 semanas, misturada na sopa de legumes e em substituição da proteína. Passa depois a uma gema inteira por sopa. Não consumir mais do que uma gema por refeição e não mais do que 3 por semana.

  •  11 meses

Derivados da Soja

Queijo de soja, iogurte de soja e tempeh.

  •  +12 meses

Ovolactovegetarianos e lactovegetarianos: podem iniciar leite de vaca. Vegan: manter leite habitual até aos 24 meses.

Pode ser adicionado sal.

Manter uma dieta rica em vitaminas e minerais, especialmente Zinco, Vitamina B12 (em suplemento), Ferro e DHA.

O consumo de leite e derivados não deve exceder 500 ml/dia.

 Não devem ser oferecidos leites vegetais (de soja, arroz, amêndoa, ...) antes dos 24 meses!

 

As várias modalidades de alimentação vegetariana podem ser nutricionalmente equilibradas, contemplando os aportes essenciais em proteínas, lípidos, hidratos de carbono e oligoelementos. A única carência é a Vitamina B12, proveniente em exclusivo de produtos de origem animal.

Chamamos a atenção para os seguintes nutrientes que devem ser incluídos na dieta:

  • Proteínas: tofu, tempeh, leguminosas, ovos, laticínios
  • DHA (ácido docosahexaenóico): sementes de linhaça, verdes de folha escura, tofu, óleo de peixe, frutos secos
  • Ferro: leguminosas, frutos secos, espinafres, cereais fortificados
  • Cálcio: couve, brócolos, soja, figos, laticínios
  • Zinco: cereais, leguminosas, frutos secos, germe de trigo, massa integral
  • Folato: leguminosas, verdes de folha escura, cereais fortificados, pão
Fontes:

Ana Luísa Mendes, Interna de Pediatria

Mónica Pitta Grós Dias, Nutricionista

Hospital CUF Descobertas