Prevenção do cancro

São inúmeros os estudos para determinar os fatores de risco do cancro, e com essa informação promover a prevenção da doença e o diagnóstico precoce. Poucos são os fatores de risco cientificamente provados, pelo que prevenir o cancro passa no fundo por promover a saúde através de hábitos de vida saudáveis que contribuem para a redução do risco.

 

Cerca de 90% dos cancros estão relacionados com o ambiente e hábitos pouco saudáveis, não com causas genéticas, como habitualmente se pensa.

Áreas na prevenção de cancro em estudo:

• Formas de evitar ou controlar comportamentos ou atividades que se sabe aumentarem o risco de vir a ter cancro;

• Alterações na dieta e estilo de vida;

• Encontrar lesões pré-cancerosas;

• Quimioprevenção, ou seja, usar medicamentos para prevenir o cancro
 

É importante que cada pessoa visite regularmente o seu médico assistente ou médico de família, seguindo um rotina de controlo da sua saúde de acordo com o seu estilo de vida e a sua idade. O seu médico saberá avaliar qualquer alteração ou sintoma que apresente e que mereça estudos complementares ou atos de tratamento preventivos.

Cada indivíduo é o principal interveniente na prevenção do cancro, pelas escolhas que faz no seu dia-a-dia ao longo da vida.
 

Há muitas informações sobre o que somos nos nossos genes e algumas destas informações estão relacionadas com o risco de vir a ter cancro. Essas informações genéticas acrescem aos nossos comportamentos, ou seja, se temos risco genético e lhe acrescentamos risco comportamental, aumentamos o nosso risco global de ter cancro.

Conheça o seu risco
Consulta de avaliação de risco de cancro

Faça a sua avaliação de risco de cancro, assegurada por especialistas em genética médica e oncologistas.