Estados de consciência do bebé

Bebés e crianças
3 mins leitura

Os bebés não se comportam sempre da mesma forma e, ao longo do dia, passam por vários estados de consciência. Ajudamo-lo a interpretá-los e a saber como atuar.

À medida que vão convivendo com o seu bebé, os pais vão-no conhecendo cada vez melhor e aprendem a distinguir os momentos em que o bebé está mais ativo e alerta daqueles em que se encontra mais passivo, cansado e até irritado. São os chamados estados de consciência, que correspondem aos níveis de disponibilidade do bebé para interagir. Tendo esta noção, o pai e a mãe tendem a organizar as suas atividades diárias consoante essas rotinas do bebé. Contudo, devem ficar a saber que esses horários não são completamente fiáveis: ao longo do primeiro mês variam drasticamente.

 

6 estados de consciência do bebé

Durante um dia, o bebé pode passar - de forma cíclica - por seis estados de consciência: dois deles são de sono, nos restantes está acordado. 

 

1. Sono profundo

Este é o estado de sono mais restabelecedor e o mais importante para o crescimento do bebé. No sono profundo, os olhos estão bem fechados e o bebé está muito quieto, deitado. Pode ter pequenos sobressaltos, mas não acorda nem deve ser acordado. 

 

2. Sono superficial

Durante o sono ativo ou sono leve, o bebé encontra-se mais vulnerável ao mundo exterior. Ele pode mover-se, contorcer-se e espreguiçar-se com frequência. A nível do rosto, é frequente o bebé franzir o sobrolho, fazer caretas, sorrir, mexer a boca e mamar na língua. Os olhos movem-se, mantendo as pálpebras fechadas. Neste estado, o bebé pode ser acordado facilmente.

 

3. Estado de sonolência

Quando está a adormecer ou começa a acordar, no estado de sonolência, o bebé pode esticar-se, bocejar ou movimentar os braços e as pernas. Os olhos podem abrir-se e fechar-se, voltando para o estado de sono superficial várias vezes antes de acordar. Os estímulos tendem a despertá-lo, no entanto, é-lhe difícil manter-se desperto mesmo que tentem chamar-lhe a atenção.

 

4. Estado de alerta tranquilo

Nos primeiros dias de vida, o bebé mantém-se alerta por curtos períodos. Neste estado, o bebé está acordado, calmo, com um olhar atento. Este momento é propício à interação, conseguindo-se facilmente a sua atenção.

 

5. Estado de alerta irritado

Este é o estado que precede o choro. Perante uma estimulação exagerada o bebé tende a entrar num estado de irritação. Os movimentos são desajeitados e descoordenados. Deve-se acalmar o bebé e confortá-lo.

 

6. Choro

Decifrar o choro do bebé é um desafio que combina intuição, conhecimento, perceção e aprendizagem. Com o tempo, os pais vão identificar que chora de diferentes modos, consoante aquilo que quer transmitir. Não espere que o bebé lhe dê muita atenção durante esta fase, pois não se encontra recetivo a novas informações ou sensações. O que a criança precisa neste momento é de ser confortada.