Suspensão de visitas a doentes e limitação de acompanhantes

Suspensão de visitas a doentes e limitação de acompanhantes

Face à necessidade de reforçar as medidas de proteção dos doentes e da comunidade em geral, fica temporariamente suspenso o direito a visitas e à presença de acompanhante nos hospitais e clínicas CUF, com exceção de crianças internadas e doentes em fase terminal.

 

No caso das grávidas, parturientes e recém-nascidos, foram adotadas um conjunto de medidas restritivas, que visam a sua proteção e de toda a equipa de profissionais de saúde:

  • Não é permitida a presença de acompanhantes da grávida na consulta externa, durante a realização de ecografias, na urgência de ginecologia-obstetrícia e durante o trabalho de parto e parto (maternidade);
  • Não é permitida a presença de acompanhantes em todas as situações programadas (cesarianas e induções de trabalho de parto), devendo os acompanhantes abandonar o hospital após cumpridas as formalidades do internamento;
  • Após o nascimento, o pai poderá visitar a mãe e o recém-nascido, podendo ficar a acompanhá-los até ao momento da alta. O pai não pode ausentar-se do quarto nem pode circular no serviço, ficando confinado ao quarto até ao momento da alta.

 

Agradecemos a compreensão e colaboração de todos e lamentamos qualquer incómodo causado.