Vitamina B12: 11 sinais de que não ingere o suficiente

Alimentação
5 mins leitura

É essencial para o bom funcionamento do organismo e, quando os níveis de vitamina B12 estão abaixo dos adequados, o nosso corpo ressente-se. E dá sinais!

Os nutrientes de que o nosso corpo necessita para funcionar corretamente vêm dos alimentos que integram a nossa dieta. Quando estes não são ingeridos nas doses certas, a saúde fica prejudicada. É o caso da deficiência em vitamina B12. Além de ser incapaz de produzi-la, o nosso corpo também não a consegue armazenar por muito tempo, pelo que o seu consumo através da alimentação deve ser feito de forma regular.

Mas para que serve exatamente a vitamina B12? Além de ser responsável pela construção do nosso ADN, tem um papel essencial na manutenção do sistema nervoso e do cérebro e na produção de células do sangue, nomeadamente, dos glóbulos vermelhos.

Muitos dos sintomas associados à carência neste nutriente devem-se à falta de células do sangue saudáveis. O nosso corpo precisa de muitas destas células para transportar oxigénio pelo corpo e manter os órgãos saudáveis. Deste modo, quando os seus valores estão abaixo dos desejáveis, podem surgir diversos sinais e sintomas:

 

1. Sensação de formigueiro nas mãos ou nos pés

Uma das funções da vitamina B12 está associada à produção de mielina - uma substância que atua como camada protetora dos nervos. Se o nosso organismo é sujeito a carência de vitamina B12, pode não produzir mielina suficiente, o que, por sua vez, pode resultar em danos a nível dos nervos. Este problema é mais comum nos nervos periféricos, os das mãos e dos pés.

 

2. Dificuldade em deslocar-se

Os danos a nível dos nervos periféricos podem, com o passar do tempo, resultar em problemas na movimentação do corpo. Também a dormência na zona dos pés e das mãos pode dificultar a locomoção da pessoa, vindo a necessitar de algum apoio. Poderá ainda ocorrer fraqueza muscular e a diminuição dos reflexos.

 

3. Pele pálida

Quando o nosso corpo não é capaz de produzir um número suficiente de glóbulos vermelhos - as células do sangue que, ao circular sob a nossa pele, lhe dão a cor normal - pode ocorrer palidez na pele.

 

4. Fadiga

Associada à deficiência de vitamina B12 poderá estar a anemia, que, por sua vez, faz com que a pessoa se sinta cansada. Isto acontece porque não há glóbulos vermelhos suficientes para um adequado transporte do oxigénio pelo corpo, levando a pessoa a sentir um cansaço extremo.

 

5. Ritmo cardíaco acelerado

Quando temos deficiência em vitamina B12, para conseguir fazer chegar a todo o corpo níveis adequados de oxigénio e compensar o número insuficiente de glóbulos vermelhos, o nosso coração poderá ter de aumentar o seu ritmo e bater mais depressa. Assim, o sangue irá circular em maior quantidade e mais rapidamente, sobretudo se houver anemia.

 

6. Falta de ar

A anemia resultante da deficiência em vitamina B12 pode provocar faltar de ar, possivelmente associada ao ritmo cardíaco acelerado. Se tiver dificuldade em respirar, consulte imediatamente o seu médico assistente.

 

7. Dor facial

Os níveis de vitamina B12 influenciam também a nossa saúde oral; quando são deficitários, poderão surgir problemas como inchaço e vermelhidão da língua, úlceras na boca e sensação de ardor na boca. Mais uma vez, é a menor produção de glóbulos vermelhos que leva a que uma menor quantidade de oxigénio chegue à língua.

 

8. Dificuldades cognitivas

A deficiência em vitamina B12 interfere com a capacidade cognitiva, provocando, por exemplo, dificuldades de pensamento, perda de memória, depressão.

 

9. Irritabilidade

Também o nosso humor pode ser afetado, surgindo, possivelmente, irritabilidade ou depressão se os níveis de vitamina B12 não forem os adequados. São, no entanto, necessários mais estudos sobre a relação entre esta vitamina e a saúde mental.

 

10. Alterações digestivas

A deficiência em vitamina B12 pode afetar o sistema digestivo. A falta de glóbulos vermelhos significa que não chegam ao intestino níveis suficientes de oxigénio, o que pode causar diarreia, obstipação e gás abdominal.

 

11. Diminuição do apetite e perda de peso

Devido ao surgimento de náuseas e outros sintomas resultantes dos problemas digestivos, as pessoas com deficiência em vitamina B12 podem sofrer uma perda do apetite, o que, a longo prazo, levará à perda de peso.

 

Quem tem maior risco?

Há alguns grupos com um risco superior de sofrer de deficiência de vitamina B12, tais como:

  • Crianças
  • Pessoas de idade mais avançada; com o passar dos anos, não conseguimos absorver tão bem a vitamina B12
  • Quem segue uma dieta vegetariana ou vegana
  • Pessoas que tomam antiácidos por um período prolongado
  • Doentes que se sujeitaram a uma cirurgia para a perda de peso ou outro tipo de cirurgia ao estômago, que pode afetar a capacidade de absorção do nutriente
  • Pessoas com diabetes
  • Pessoas com doenças que prejudicam a absorção de vitamina B12, como doença de Crohn e doença celíaca
  • Mulheres a amamentar
  • Indivíduos que ingerem elevadas quantidades de álcool

 

Como é que se trata?

Os níveis de vitamina B12 podem ser avaliados através de análises ao sangue e, de um modo geral, a maior parte das pessoas consegue obter através da sua alimentação as quantidades necessárias de vitamina B12 para que o seu organismo funcione corretamente.

Por outro lado, quem não consegue assegurar os níveis recomendados, deve aconselhar-se junto do seu médico assistente, que poderá prescrever um suplemento alimentar. Se a deficiência se deve a problemas na absorção, o paciente poderá precisar de injeções desta vitamina.

 

Em que alimentos podemos encontrar vitamina B12?

Os adultos devem consumir diariamente cerca de 2,4 microgramas de vitamina B12. Esta vitamina hidrossolúvel - o que significa que é solúvel em água - está presente em alimentos de origem animal, tais como:

  • Carne vermelha
  • Carne de aves
  • Ovos
  • Laticínios
  • Peixe
  • Marisco

Nas dietas vegetarianas ou veganas, em que não há a ingestão de alimentos de origem animal, é importante recorrer a produtos alimentares fortificados em vitamina B12, como cereais, bebidas vegetais, pão e levedura nutricional.

Doenças