Lidar com a depressão em tempos de COVID-19

COVID-19
Cérebro e saúde mental
4 mins leitura

Quem sofre de doença mental pode ver os seus sintomas agravados pelo atual contexto de pandemia. Saiba como lidar com a depressão e quando pedir ajuda.

A atual pandemia de COVID-19 e o consequente confinamento têm um impacto em muitos aspetos da nossa vida, seja em rotinas do quotidiano ao nosso bem-estar e saúde mental. Contudo, o impacto poderá ser maior em pessoas que enfrentam a depressão e outros problemas de saúde mental ou que estão mais vulneráveis neste sentido. Mas porquê? É uma combinação de vários fatores, como o stress associado ao risco que a pandemia representa para a nossa saúde, o isolamento social, o facto de não se poder fazer algumas atividades que habitualmente nos dão prazer e a incerteza quanto ao futuro. 

 

Quem pode sofrer um maior impacto?

  • Quem já lidava com a depressão antes do aparecimento da COVID-19
  • Pessoas mais vulneráveis, que não tinham depressão clínica antes da pandemia, podem experienciar alguns sintomas desta doença mental
  • Pessoas que trabalham nos serviços de saúde, supermercados e outros serviços essenciais, que enfrentam uma pressão adicional e uma maior probabilidade de serem expostos ao vírus, assim como as suas famílias

 

Sobre a depressão

Muito mais do que um sentimento de tristeza, a depressão é um problema de saúde que afeta tanto corpo como a nossa mente, desde a forma como dormimos, nos alimentamos e até como encaramos o mundo que nos rodeia. As pessoas que sofrem de depressão podem sentir dificuldade em realizar algumas das tarefas mais simples do dia a dia, como sair da cama de manhã ou até vestir-se.

Os problemas de saúde mental podem tornar as pessoas por eles afetados mais vulneráveis num contexto de crise de saúde pública. Isto porque:

  • A probabilidade de apanharem infeções é maior
  • Podem ter maiores dificuldades em aceder a tratamento
  • O stress e o isolamento social associados à COVID-19 podem agravar a condição preexistente
  • A quarentena pode impedir estas pessoas de acederem ao seu tratamento habitual, como a psicoterapia ou outras atividades e até aos seus medicamentos

 

COVID-19: O que pode sentir quem tem depressão

Pessoas que sofrem de depressão durante a pandemia poderão sentir:

  • Medo intenso em relação ao crescimento do contágio da COVID-19 e sobre a forma como pode afetar as pessoas de quem mais gostam
  • Extrema ansiedade relativamente à sua situação financeira
  • Incerteza e confusão acerca de como comprar bens necessários
  • Um maior isolamento
  • Sentimento de incapacidade e falta de esperança acerca do futuro

 

Como lidar com a depressão em contexto de COVID-19

É muito importante que as pessoas evitem viver todo e cada momento em “modo crise” durante uma situação de emergência global. Acima de tudo, é importante que continuemos a adotar uma série de hábitos que nos ajudem a manter os pés bem assentes na terra durante estes tempos mais difíceis, tais como:

  • Seguir uma rotina normal tanto quanto possível
  • Limitar o tempo passado a ver as notícias e redes sociais
  • Encontrar formas de se ser fisicamente ativo
  • Adotar uma dieta saudável
  • Tentar ter um sono de qualidade
  • Evitar o consumo de álcool e drogas
  • Focarmo-nos naquilo que podemos controlar
  • Manter as relações sociais com aqueles que nos são mais próximos, ainda que à distância

 

Embora estas medidas não alterem as circunstâncias em que as pessoas se encontram, pode ajudá-las a perceber que ainda têm uma ligação à sua vida anterior, contribuindo para que consigam dar passos numa direção que as faz sentir melhor.

 

Tratamento

O tratamento da depressão pode ter duas abordagens-chave: a farmacológica - com medicamentos antidepressivos - e a psicoterapia. Estas poderão ser feitas em combinação ou não, depende da decisão do médico consoante o caso do doente.

Com o atual contexto de pandemia e o consequente isolamento social, poderá haver situações em que as pessoas com depressão ou outra doenças mentais não tenham tanta facilidade em encontrar-se pessoalmente com o seu psicólogo ou psiquiatra, salvo se se tratar de uma urgência. Nestes casos, a teleconsulta é uma boa solução.

 

Quando pedir ajuda

A depressão é um problema de saúde mental sério que pode ser exacerbado pela pandemia de COVID-19. Uma pessoa deve procurar ajuda profissional se experienciar alguns dos seguintes sinais, especialmente por um prolongado período de tempo:

  • Sentimento constante de tristeza e de vazio
  • Dormir um número significativo de horas a mais ou a menos
  • Comer muito mais ou muito menos que o normal
  • Agitação
  • Falta de energia significativa
  • Irritabilidade e pessimismo
  • Pensamentos sobre a morte
  • Perda de interesse em coisas que anteriormente traziam prazer à pessoa
  • Dificuldades de concentração
Doenças