Dicas para desligar nas férias

e não pensar em trabalho
Cérebro e saúde mental
Prevenção e bem-estar
8 mins leitura

Tirar férias tem vários benefícios para a saúde, contudo, nem sempre é fácil desligarmo-nos do trabalho. Deixamos algumas estratégias que podem ajudar.

As férias são para muitos um dos períodos mais aguardados do ano e não é para menos. São uma oportunidade de fazer uma pausa das rotinas preenchidas do dia a dia, sobretudo naquilo que ao trabalho diz respeito, de recarregar baterias e de reduzir os níveis de stress. Ainda assim, nem sempre é fácil esquecer as responsabilidades e afazeres do escritório, o que pode acabar por gerar ansiedade. Para que tenha mais facilidade em desligar-se nas próximas férias, deixamos-lhe uma lista de todos os benefícios que este período de descanso pode ter para a sua saúde e bem-estar, assim como oito estratégias para não pensar (tanto) no trabalho.

 

Por que é importante tirar férias

Tirar férias e descansar é muito importante para a nossa saúde e bem-estar. Alguns dos benefícios deste hábito são:

 

  • Alívio do stress: em situações de perigo, o nosso corpo está programado para produzir hormonas de stress, como o cortisol, como forma de nos preparar para a ação e nos proteger. Contudo, as "simples" preocupações do dia a dia levam-no a produzir de forma contínua essas mesmas hormonas que já não nos protegem de nada e inflamam o nosso organismo, o que, com o passar do tempo, pode trazer consequências negativas para a nossa saúde: podemos sentir-nos deprimidos, aumentar o peso, dormir mal, entre outros problemas. Daí a importância de tirar férias de forma regular, permitindo que o corpo consiga reparar alguns destes danos provocados pelo stress.

 

  • Mais felicidade: durante as férias, é natural que nos sintamos mais bem humorados do que quando temos o nosso quotidiano preenchido pelo trabalho e outras tarefas diárias, pois temos mais tempo para realizar atividades prazerosas. Sabia que este sentimento pode até começar semanas antes de irmos efetivamente de férias, nomeadamente quando as começamos a planear? As evidências sugerem que, para aumentar os níveis de felicidade, mais importante do que o número de dias que passamos em férias, é a frequência com que realizamos atividades que provocam emoções positivas como bem-estar, paz, tranquilidade e felicidade.

 

  • Coração mais saudável: tirar alguns dias para descansar pode reduzir o risco de morte por doença cardíaca, resultado de, entre outros fatores, níveis de glicemia mais baixos e valores de colesterol HDL (o "bom" colesterol) mais elevados. Um estudo demonstra que este benefício ocorre quando passamos as férias em casa e não quando viajamos.

 

  • Sono de melhor qualidade: a correria e preocupações da rotina diária podem prejudicar o sono. Casos concretos são quando, por exemplo, temos de trabalhar até mais tarde ou quando estamos com níveis elevados de stress e temos dificuldades em adormecer ou acordar várias vezes durante a noite. O sono de má qualidade pode deixar-nos cansados, mal humorados e até favorecer o aparecimento de alguns problemas de saúde. As férias são uma boa oportunidade para restabelecer um sono reparador e, se necessário, dormir a sesta.

 

  • Boa capacidade de concentração: trabalhar muito e fazer poucas pausas tem um impacto negativo nas funções cognitivas, como, por exemplo, na atenção e memória. As férias podem ajudar-nos não só a recuperar física como mentalmente, voltando ao trabalho com mais foco e energia. Resultado: maiores níveis de produtividade no trabalho e na vida pessoal.

 

  • Menor probabilidade de adoecer: o excesso de trabalho pode prejudicar o sistema suprarrenal, levando-o a libertar hormonas que enfraquecem a nossa imunidade. Deste modo, o risco de desenvolver doenças aumenta. As férias, por constituírem um período de descanso, podem favorecer um sistema imunitário mais forte.

 

  • Relações mais saudáveis: casais que viajam juntos podem estar mais felizes e satisfeitos com a relação.

 

  • Maior longevidade: a conjugação de vários benefícios das férias - menos stress e melhor estado de saúde geral - podem levar-nos a viver mais anos.


 

8 Estratégias para se desligar do trabalho durante as férias

Durante as férias, quantas vezes dá por si a pensar no trabalho, a preocupar-se com o que ficou por fazer ou até a cair na tentação de espreitar o e-mail? Estes pensamentos e hábitos podem acabar por gerar alguma ansiedade e perturbar o seu descanso. Para que isso não aconteça e tenha mais facilidade em usufruir do seu tempo livre de forma plena, coloque em prática estas estratégias:

 

1. Não tire as férias todas na mesma altura

Evite gozar de todos os seus dias de férias de uma só vez. Os efeitos positivos das férias desaparecem relativamente rápido, independentemente da sua duração. É muito importante ativarmos o nosso sistema nervoso parassimpático (o reparador) mais vezes. Planeie algumas férias mais curtas - por exemplo, fins de semana prolongados - e outras mais longas ao longo do ano e até momentos de pausa ao longo do dia de trabalho.

 

2. Prepare a sua ausência com antecedência

Algumas semanas antes de ir de férias, comece a organizar o seu trabalho tanto quanto possível. Deixe a maior parte das suas tarefas fechadas e, o que não for possível terminar, distribua por outros colegas que fiquem a substituí-lo durante as férias. Assim, evita que o trabalho pendente seja motivo de preocupação durante a sua ausência.

 

3. No último dia de trabalho, faça exercício físico ao final do dia

O stress resultante do trabalho leva à libertação de hormonas na circulação sanguínea que deixam o nosso corpo pronto para a ação. Um treino no último dia de trabalho antes das férias pode ajudar a fazer uma transição mais gradual para um estado mais relaxado, a desligar do trabalho e reduzir os níveis de hormonas do stress.

 

4. Ative o out of office no e-mail de trabalho

Assim, ficam a saber que se encontra de férias e não insistem no contacto. Não se esqueça de apresentar um contacto alternativo, de outro colega, para situações mais urgentes. Mantenha o out of office (resposta automática) ativo ainda durante o primeiro dia de regresso ao escritório. Deste modo, consegue priorizar assuntos urgentes com mais calma e responder a e-mails e outros pedidos mais antigos.

 

5. Determine a sua disponibilidade durante as férias

Deixe o telemóvel do trabalho em casa e evite verificar constantemente o e-mail durante as férias. Sentir a obrigação de responder a e-mails fora do horário de trabalho (o que inclui férias) pode ser muito prejudicial à saúde mental. Contudo, se precisar de estar parcialmente disponível para o trabalho, tome a iniciativa de determinar em que períodos do dia isso acontece, evitando telefonemas em momentos menos convenientes, por exemplo, quando está a fazer alguma atividade em família.

 

6. Crie boas memórias

Quantos mais sentidos estiverem envolvidos numa determinada experiência, mais intensa e memorável esta será. Para isso, pratique técnicas de mindfulness em diferentes atividades, ouvindo, observando, cheirando, tocando e saboreando. Além disso, tendemos a lembrar-nos particularmente bem do pior, do melhor e do último momento de determinada experiência. Tendo isto em consideração, acabe as suas férias de forma positiva e a fazer algo de que gosta, em vez de passar o último dia a tratar das limpezas da casa ou a desfazer as malas.

 

Dica extra:

Escolha uma fotografia das suas férias e defina-a como papel de parede do seu computador de trabalho.

 

7. Faça o que realmente lhe apetece, mas sem exageros

Evite passar os seus dias de férias no sofá a ver televisão, mas também não se sinta na obrigação de correr de local em local para conseguir visitar todos os pontos atrativos de uma cidade. Os extremos são inimigos de umas férias descansadas e é importante haver espaço para todo o tipo de atividades. Reserve momentos para fazer coisas de que realmente gosta, sem pressões e com intervalos entre atividades.

 

8. Recomece com calma

Se viajou durante as férias, reserve um dia ou dois para recuperar e descansar em casa antes de voltar ao escritório. Em vez de regressar ao trabalho numa segunda-feira, recomece numa quarta-feira. Assim, evita ser assoberbado com trabalho logo na primeira semana. Além disso, faça atividades relaxantes à noite. Assim, prolonga os efeitos positivos das férias.

 

Coloque em prática o ano inteiro

Tire o máximo partido possível do seu tempo livre - horas de almoço, à noite, aos fins de semana -, mesmo quando não está de férias: dê um mergulho na piscina ou na praia logo de manhã; durma uma sesta; faça um piquenique no jardim durante a sua hora de almoço; uma vez por semana, jogue jogos de tabuleiro em vez de ver televisão à noite. O importante é que tenha momentos de qualidade e experiências diferentes durante todo o ano e não apenas durante as férias.

Fontes:

Koa Foundations, junho de 2021

Psychology Today, junho de 2021

WebMD, junho de 2021

Publicado a 16/07/2021
Doenças